Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/111
Título: Tecnologia da Informação e Estratégia Organizacional: mensuração do grau de alinhamento estratégico da TI à estratégia de negócios em uma instituição financeira
Autores: Raposo, Glaucia Maria Michalski
Palavras-chave: Planejamento
Alinhamento Estratégico
Tecnologia de Informação
Governança de TI
Data de publicação: 2012
Citação: Organizacional: mensuração do grau de alinhamento estratégico da TI à estratégia de negócios em uma instituição financeira. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós- Graduação Stricto Sensu – Mestrado em Administração. Fundação Universidade Federal de Rondônia – UNIR. Porto Velho, 2012.
Resumo: Nos últimos anos, a Tecnologia da Informação (TI) tem se transformado em um dos principais recursos estratégicos para as organizações, ao passo em que vem deixando de ser somente uma área de suporte. Espera-se que cada vez mais o uso estratégico da TI não só sustente as operações de negócio nas empresas, mas, que permita a iniciativa de novas estratégias competitivas. Este fato é bastante visível quando se fala em instituições bancárias e financeiras, pois este é provavelmente o setor da economia onde a competição é mais acirrada e a capacidade de tratar de forma integrada grandes volumes de informações tornou-se vital. É com base neste cenário que a instituição pesquisada vem buscando alternativas para obter alinhamento de sua área de TI às diretrizes organizacionais. Henderson e Venkatraman; Luftman; Zviran; Brodbeck e Hoppen; e Teixeira Junior formam um grupo de pesquisadores nacionais e internacionais que têm estudado a importância do alinhamento estratégico de TI para as empresas. Têm-se descoberto que o alinhamento pode ser encontrado em diversos estágios ou níveis dentro das organizações. Partindo-se dessa premissa e da necessidade de responder a questionamentos sobre os resultados advindos dos investimentos em TI realizados pelas empresas, torna-se relevante medir o grau de alinhamento estratégico existente entre a área de TI e o planejamento organizacional. Nesta perspectiva, este trabalho busca a mensuração do grau de alinhamento estratégico existente entre a área de TI e a estratégia de negócios de uma instituição financeira nacional, tendo-se como referência o Modelo de Maturidade de Alinhamento Estratégico de TI proposto por Luftman (2000). Esta pesquisa possui cunho descritivo, com abordagem quantitativa, que se enquadra no método denominado levantamento ou survey, com corte transversal. A população foi composta por gerências subordinadas à Vice-Presidência de TI (composição do grupo área de TI) e à Vice- Presidência de Pessoa Jurídica, representando o grupo da área de Negócios. Foi selecionada uma amostra de ambos os grupos por acessibilidade, utilizando-se todas as respostas obtidas. Os dados, do tipo primário, foram coletados por questionário com questões fechadas do tipo escala de medidas cumulativas (Guttman). A tabulação e análise dos dados foram realizadas com a utilização de estatística multivariada, e com o auxílio dos programas Microsoft Excel e Statistical Package for Social Sciences (SPSS). Os resultados obtidos disponibilizam aos gestores da referida empresa uma visão atual e completa quanto ao alinhamento da área de TI à sua estratégia de negócios, bem como auxiliam na busca por novas alternativas empresariais para melhoria do AE e planejamento relacionados à área de TI.
Descrição: Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu - Mestrado em Administração da Universidade Federal de Rondônia-UNIR como requisito final para obtenção do título de Mestre em Administração. Orientador: Prof. Dr. Tomás Daniel Menéndez Rodriguez
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/111
Aparece nas coleções:PPGA/PVH - Mestrado em Administração (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Raposo, Glaucia Maria Michalski.pdf1,17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.