Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/117
Title: Discurso e Prática de Sustentabilidade de Instituições Bancárias Brasileiras
Authors: Vidal, Douglas
Keywords: Instituições Bancárias
Sustentabilidade
Discurso
Prática
Issue Date: 2012
Citation: VIDAL, Douglas. Discurso e Prática de Sustentabilidade em Instituições Bancárias. Dissertação (Mestrado em Administração). Programa de Pós- Graduação: Mestrado em Administração (PPGMAD). Núcleo de Ciências Sociais Aplicadas (NUCSA), Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Porto Velho, 2012.
Abstract: Enquanto o papel da sustentabilidade adquire importância e adentra os sistemas econômicos ao redor do mundo, muitas empresas tiveram que repensar sua forma de competir no mercado e divulgar suas ações. Neste cenário, o objetivo deste estudo é analisar a relação entre o discurso e a prática de sustentabilidade das instituições bancárias brasileiras aderentes ao “protocolo verde” e a Federação Brasileiras de Bancos. A base teórica de suporte adotada é baseada nos temas ambientalismo e sustentabilidade, sustentabilidade empresarial, discurso e prática de sustentabilidade, trazendo referências aos diversos aspectos das questões a partir das produções acadêmicas identificadas. A metodologia adotada para este estudo foi a pesquisa documental onde se examinou as práticas adotadas em comparação com os discursos adotados por estas instituições. Para tanto, foram selecioandos onze bancos brasileiros, aderentes ao protocolo verde e a FEBRABAN e os dados são referentes ao ano de 2011. As principais fontes de dados para este trabalho foram os relatórios de sustentabilidade para análise das práticas de sustentabilidade declaradas e, sitios na internet, material impresso e anúncios, para análise da comunicação sobre sustentabilidade. Constatou-se que os meios mais utilizados para divulgação e propagação de seu discurso são os sitios na internet e que, apesar das diversas concepções de sustentabilidade disponíveis, a maioria das instituições bancárias adota somente a pespectiva “Triple Botton Line” para sua formulação. Possivelmente em decorrentes da ação de forças normativas e/ou miméticas, as organizações bancárias apresentam práticas e resultados similares descritos em seus relatórios de sustentabilidade, levando a certo um isoformismo institucional em relação à abordagem do tema. É possivel verificar praticamente a mesma incidência de indicadores utilizados pelo bancos, baseados na metodologia de Global Reporting Initiative (GRI), utilizando as catedorias para publicação de suas práticas, mas cada instituição centra a atenção em determinas dimensões. Constatou-se alinhamento parcial entre o discurso e práticas de sustentabilidade, indicando diferença entre o que as empresas analisadas divulgam e suas práticas de sustentabilidade empresarial.
Description: Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação Mestrado em Administração (PPGMAD) do Núcleo de Ciências Sociais Aplicadas (NUCSA) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), como requisito para a obtenção do Título de Mestre em Administração. Orientador: Prof. Dr. Osmar Siena
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/117
Appears in Collections:PPGA/PVH - Mestrado em Administração (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Vidal. Douglas.pdf1,13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.