Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/120
Title: Conflitos Socioambientais pela Construção das Usinas do Jirau e de Santo Antônio no Rio Madeira em Porto Velho/RO
Authors: Zimmerli, Eduardo Renato
Keywords: UHE Jirau
UHE Santo Antônio
Complexo do Madeira
Conflitos Socioambientais
Issue Date: 2012
Citation: ZIMMERLI, Eduardo Renato. Conflitos Socioambientais pela Construção das Usinas do Jirau e de Santo Antônio no Rio Madeira em Porto Velho/RO. 2012. 141 f. Dissertação (Mestrado em Administração). Programa de Pós-Graduação Mestrado em Administração (PPGMAD). Núcleo de Ciências Sociais Aplicadas da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Porto Velho, 2012.
Abstract: O processo de geração de energia elétrica adotado pelo governo brasileiro é o hidráulico e a Amazônia tem um potencial hídrico extraordinário. É sem surpresa que exista a previsão de construção de dezenas de hidrelétricas na região. Este estudo tem como enfoque conflitos frutos dos impactos sociais e ambientais decorrentes do empreendimento de construção do Complexo do Rio Madeira, composto pelas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau. Este trabalho objetivou caracterizar os principais conflitos socioambientais inerentes à construção das hidrelétricas. Os documentos produzidos em torno da temática foram as fontes dos dados e para tratamento foi adotada a análise de conteúdo. Para tanto, buscou-se identificar os atores, suas características e posicionamento; assim como, caracterizar os conflitos socioambientais segundo suas propriedades, o tratamento utilizado para sua resolução e seu status quo em março de 2012. O estudo foi realizado considerando o fenômeno segundo a posição dos atores envolvidos nos conflitos socioambientais, valendo-se do paradigma fenomenológico, adotando uma postura descritiva, uma vez que o intento foi expor as características dos fenômenos, por meio das técnicas da pesquisa documental com análise de conteúdo. Como pressupostos teóricos partiu-se dos pensamentos de Paul Little quanto à origem dos conflitos; de Glória Vargas quanto à abordagem estratégica, o tratamento destes conflitos e quanto à caracterização dos atores identificados; e de Elimar Nascimento quanto ao posicionamento dos autores no conflito. Como resultado da pesquisa, verificou-se que os atores estiveram envolvidos em torno de poucos conflitos macros que se desdobram em outros conflitos que não foram contemplados neste estudo. Destarte, pode-se citar como conflitos socioambientais de maior proporção o Conflito do Licenciamento; Conflito Internacional; Conflito Étnico – Indígenas; Conflito da Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM), Conflito do bairro Triângulo e o Conflito do Deslocamento Populacional. A causa mais comum foi identificada como decorrente da disputa pelo controle dos recursos naturais, utilizando-se a abordagem estratégica de Gestão como meio de tratamento. Quanto às características dos atores, estes se diferenciavam em torno do poder e de recursos. Os posicionamentos dos atores foram de promoção ou de veto até a concretização dos licenciamentos, quando arrefeceram em torno de apoio e oposição.
Description: Dissertação de Mestrado apresentado ao Programa de Pós-Graduação – Mestrado em Administração (PPGMAD) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) como requisito para obtenção do título de mestre. Orientador: Osmar Siena
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/120
Appears in Collections:PPGA/PVH - Mestrado em Administração (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Zimmerli, Eduardo Renato.pdf1,55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.