Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1343
Título: Proposta construtivista de integração ensino-serviço em oftalmologia na formação médica em Rondônia
Autores: Kjaer, Valdemar Katayama
Palavras-chave: Educação médica
Ética
Oftalmologia
Construtivismo
Data de publicação: 2014
Citação: KJAER, Valdemar Katayama. Proposta construtivista de integração ensino-serviço em oftalmologia na formação médica em Rondônia.2014. 111 f. Dissertação (Mestrado) - Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde, Universidade Federal de Rondônia - UNIR, Porto Velho, 2014.
Resumo: Apesar da importância da visão para a qualidade de vida, poucos médicos não-especialistas atuam na promoção da saúde ocular ou sabem tratar problemas oftalmológicos simples ou urgentes. Através de uma pesquisa-ação, procuramos inserir e ao mesmo tempo avaliar uma proposta de ensino prático da oftalmologia em ambiente de trabalho, lidando com as dificuldades da realidade da assistência e as complexidades da ciência médica e das interações humanas. Para isso, aplicaram-se os princípios da ética personalista e do construtivismo interacionista, visando ao desenvolvimento cognitivo do aluno para uma máxima autonomia intelectual que se harmonize com o comportamento ético e o conhecimento médico global, ao mesmo tempo sistêmico e sistemático. Doze alunos voluntários do 8º Período, já aprovados no curso teórico de oftalmologia, foram divididos em grupos e introduzidos no ambiente de assistência oftalmológica do SUS, totalizando 16 horas de prática. Também foram feitos três seminários, uma visita à clínica oftalmológica privada e uma roda de conversa final. Os resultados confirmaram que o ensino transmissivo prévio foi incapaz de desenvolver conhecimentos e competências em oftalmologia. Observou-se que a realidade daquele ambiente de trabalho prejudicou a avaliação formativa e reduziu a quantidade de casos vivenciados, reduzindo o potencial de construção de esquemas cognitivos mais complexos. Os alunos preferiram esse método de ensino, porém não demonstraram interesse ou capacidade de elaborar comparações mais aprofundadas com o ensino tradicional. O desenvolvimento cognitivo de maior complexidade (metacognição) exige do professor conhecimentos de psicologia e pedagogia que não são facilmente assimiláveis e aplicáveis, exigindo grande motivação, para não transformar o ensino em cristalizador de práticas correntes ou ferramenta para incutir habitus arbitrário, conformando o aluno segundo propósitos que lhe são externos e eticamente questionáveis. Embora não seja ainda possível avaliar os benefícios práticos para a assistência, formação acadêmica e ética dessa proposta, os resultados foram positivos.
Descrição: Dissertação apresentada ao Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde da Universidade Federal de Rondônia-UNIR, como requisito final para a obtenção do título de Mestre em Ensino em Ciências da Saúde. Orientadora: Profa. Dra. Lúcia Rejane Gomes da Silva.
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1343
Aparece nas coleções:PPGECS/PVH - Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Valdemar K. Kjaer_Proposta construtivista de integração.pdf1,39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.