Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1364
Título: À sombra da maldade: relatos de homens autores de violência sexual
Autores: Zanol, Lucilene
Palavras-chave: Psicanálise
Perversão
Violência sexual
Agressor
Direito
Data de publicação: 2015
Citação: ZANOL, Lucilene. À sombra da maldade: relatos de homens autores de violência sexual. 2015. 114 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2015.
Resumo: Trata-se de uma pesquisa que teve como principal objetivo procurar entender o comportamento sexual considerado como um ato criminoso sob o olhar jurídico. Procurou-se entender como o sujeito autor dessa transgressão se define dentro de tal contexto, como se refere à vítima e como descreve a formação da própria sexualidade. Compreende-se que a importância deste trabalho está na necessidade de se entender as concepções que o autor de violência sexual tem sobre si e seus próprios atos, de forma que isso possa ajudar ações de profissionais que atuam a partir dessas questões. Utilizou-se para tanto o método psicanalítico, baseado principalmente nas contribuições de Herrmann (2001) no que diz respeito à clínica extensa e à pesquisa em psicanálise. Participaram dessa pesquisa cinco sujeitos do sexo masculino, sendo todos maiores que vinte e um anos, os quais já tinham sido condenados e estavam em cumprimento de pena no regime fechado. Não se fez distinção entre os subtipos de condenações para escolha dos sujeitos e, portanto, a violência impetrada por eles teve características variadas. Destaca-se que o referencial psicanalítico freudiano constituiu-se como suporte e como operador de leitura desde as escutas feitas nos atendimentos, bem como no processo de análise. Constatou-se que os sujeitos da pesquisa alternam entre um discurso que reconhece a presença da perversidade em suas ações e de obtenção de prazer na realização de atos cruéis, com falas em que denotavam não conceberem os atos que levaram à prisão como sendo destrutivos ou passíveis de condenação. Em ambas as manifestações, declaravam ou se queixavam de estarem presos a um padrão compulsivo, do qual não conseguem escapar, mesmo quando lutam contra.
Descrição: Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação: Mestrado Acadêmico em Psicologia - MAPSI, da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) como requisito final para a obtenção do título de Mestre em Psicologia. Orientador: Prof. Dr. José Juliano Cedaro.
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1364
Aparece nas coleções:MAPSI/PVH - Mestrado em Psicologia (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Lucilene Zanol_ À sombra da maldade.pdf1,46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.