Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1939
Título: Orçamento participativo digital: análise transversal nas entidades subnacionais brasileiras com a perspectiva metodológica do cubo da democracia
Autores: Tiussi, Denise Ton
Palavras-chave: Orçamento participativo digital
Participação política digital
Cubo da Democracia
Data de publicação: 2016
Resumo: O orçamento público, do ponto de vista técnico, coordena, comparativamente, receitas e despesas públicas para o seu gerenciamento. O orçamento participativo é um mecanismo de democracia participativa, por meio do qual o cidadão desenvolve um papel ativo no processo de escolha das priorizações para os gastos públicos. Em um processo de ampliação de acesso a esta ferramenta de participação popular, o orçamento participativo no formato digital surge como uma alternativa complementar ao orçamento participativo tradicional. Neste contexto, esta pesquisa realizou uma análise da aplicação do orçamento participativo digital no Brasil, no ano de 2015, sob a perspectiva teórica do cubo da democracia. O cubo da democracia trata-se de um instrumento que permite, a um só tempo, a análise de mecanismos de representação e de participação. O período da pesquisa, o ano de 2015, representa um corte transversal, visando identificar o estado atual dos modelos de orçamento participativo digital no Brasil. Para fazer esta análise, o instrumento do cubo da democracia propõem dimensões para se fazer considerações concretas acerca do desenho institucional da instituição participativa analisada. Entendamos o método: a análise se divide em três dimensões, a primeira dimensão se refere aos critérios de seleção de participantes, este eixo de dimensão é chamado de Perfil dos Participantes ou Participantes. A segunda dimensão refere-se à especificação de como participantes trocam informações e tomam decisões, intitulado Formas de Comunicação e Processo de Decisão. A terceira dimensão descreve a ligação entre essas discussões e as ações públicas, ou ainda, o grau de empoderamento da instituição participativa, denominado Autoridade e Poder. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada por meio do método da Análise de Conteúdo fazendo o uso também de entrevista. Neste estudo identificou-se as entidades subnacionais do Brasil que implementaram o Orçamento Participativo Digital no ano de 2015. Foi descrito o processo de participação no Orçamento Participativo Digital das entidades subnacionais identificadas e no município de Porto Velho - Rondônia. Por fim identificou-se as dimensões de participação do cubo da democracia no Orçamento Participativo Digital nas entidades subnacionais, o que permitiu construir sugestões para implementação de orçamento participativo digital no município de Porto Velho – Rondônia.
Descrição: Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação Mestrado em Administração (PPGMAD) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) como requisito para a obtenção do título de mestre.
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1939
Aparece nas coleções:PPGA/PVH - Mestrado em Administração (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Denise Ton Tiussi.pdf1,83 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.