Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2053
Título: Desenvolvimento e doenças: morbidade com diagnósticos presumidos no período de 2006 a 2012 entre os karitiana em Rondônia, Brasil.
Autores: Mackerte, Natália Gonçalves Santos
Palavras-chave: Saúde indigena
Doenças
Populações indigenas
Data de publicação: 2015
Citação: MACKERTE, Natália Gonçalves Santos.Desenvolvimento e doenças:Morbidade com diagnósticos presumidos no período de 2006 a 2012 entre os Karitiana em Rondônia, Brasil. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente). Programa de Pós- Graduação- Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (PGDRA) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) 74p. Porto Velho, 2015.
Resumo: As populações indígenas lutam até hoje por uma política de saúde indígena mais eficaz, que evidencie a participação do seu povo, que fortaleça as novas diretrizes e que aperfeiçoe o subsistema de saúde. Existem alguns avanços no processo saúde/doença, por isso o governo, sabendo da importância da informação, resolveu implantar um sistema de informação de atenção à saúde indígena, e dentre as variáveis que contempla o sistema destacamos o controle do perfil de morbidade e suas relações. Baseando-se nas informações sobre políticas públicas, a políticas para povos indígenas e sua estrutura de descentralização de atendimento, o presente estudo teve como objetivo investigar e analisar os atendimentos realizados com relação às morbidades presumidas no período de 2006 a 2012 envolvendo a saúde do povo indígena Karitiana no município de Porto Velho-RO. Para tanto, foi realizado um estudo, retrospectivo, através de dados secundários (SIASI) sobre a temática de discussão proposta. O trabalho de campo foi desenvolvido na unidade de análise do DSEI-PVH através do levantamento de atendimentos registrados no relatório das patologias dos indígenas do polo base Porto Velho. Os resultados demonstram que o número de atendimentos relativos as doenças infecciosas e parasitárias, representam elevados números de casos, mesmo que em determinado período tenha-se reduzido. Quanto ao perfil demográfico, observou-se equilíbrio quanto ao sexo dos indivíduos, com pequena predominância masculina. Quanto ao registro de atendimentos relativos às doenças do aparelho respiratório destaca-se a alta prevalência registrada no ano de 2006, foi possível notar também o número acentuado de casos atribuídos ao sexo masculino. Os atendimentos relacionados às infecções agudas das vias aéreas superiores permaneceram durante toda a linha do tempo patológica da pesquisa. No que concerne aos atendimentos registrados por lesões por causas externas, pode-se notar que eram numericamente pequenas para ambos os sexos no período de 2006 a 2009, e a partir de 2010 ocorre uma crescente cinco vezes maior no número de atendimentos registrados que ―desacelera‖ apenas em 2012. A maioria dos atendimentos foi atribuída aos grupos de outras causas externas de traumatismos acidentais (79,04%). A população jovem- adulta foi a maior parte atingida. Os atendimentos por nível de complexidade apresentados verificou-se elevados números de atendimento tanto em baixa complexidade, quanto no nível de média e alta complexidade. Acredita-se que o perfil de morbimortalidade dos indígenas esteja passando por um processo de transição.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada junto ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, Área de Concentração em Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional para obtenção do Título de Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente.Orientador: Prof. Dr. Ari Miguel Teixeira Ott. Co-orientador: Prof. Dr. Edson dos Santos Farias
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2053
Aparece nas coleções:PGDRA/PVH - Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - NATÁLIA GONÇALVES SANTOS MACKERTE.pdf1,21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.