Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2078
Título: Causas de mortalidade dos idosos do município de porto velho-RO: efeito dos parâmetros meteorológicos no período de 2000 a 2010
Autores: Silvia, Samia Carolina Reis e
Hancon, Sandra de Souza
Palavras-chave: Envelhecimento
Causas de óbito
Variáveis climáticas
doenças do aparelho circulatório
doenças respiratórias
Data de publicação: 2013
Citação: SILVA, Samia Carolina Reis e. Causas de mortalidade dos idosos do município de porto velho-RO: efeito dos parâmetros meteorológicos no período de 2000 a 2010 . Dissertação de Mestrado - Pós- Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (PGDRA), Fundação Universidade Federal de Rondônia- UNIR, 98 f. Porto Velho,2013.
Resumo: INTRODUÇÃO: A relação entre saúde e ambiente evidencia-se de diversas maneiras, dentre estas destacam-se os impactos do clima sobre as condições de saúde humana. Nesse contexto, uma série de estudos têm demonstrado a associação entre períodos de frio ou calor extremo ao aumento da mortalidade por doenças cardiovasculares e respiratórias, que representam, respectivamente, a primeira e a terceira causas de óbito entre os idosos do município de Porto Velho - RO. OBJETIVO: Avaliar se os períodos climáticos do ano (seco ou chuvoso) são determinantes para as principais causas de mortalidade em idosos no município de Porto Velho no período de 2000 a 2010. MÉTODOS: Estudo descritivo do tipo ecológico de série temporal. O objeto da pesquisa constituiu-se dos óbitos ocorridos entre indivíduos idosos e dados meteorológicos referentes às médias mensais das temperaturas máxima e mínima, umidade relativa do ar, além do total mensal da precipitação pluviométrica. Os registros de óbitos para o período estudado foram obtidos do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Sistema Único de Saúde – SIM/SUS (www.datasus.gov.br), e os dados meteorológicos foram acessados no Instituto Nacional de Meteorologia – INMET (www.inmet.gov.br). Dentre as variáveis disponíveis envolvendo o objeto do estudo, foram selecionadas para análise: faixa etária, sexo, raça, estado civil e grupos diagnósticos aos quais pertencem as causas básicas de óbito registradas segundo a Classificação Internacional de Doenças, obedecendo a 10ª Revisão – CID-10. Os dados referentes ao clima foram divididos, ao longo de cada ano, em períodos de chuva, transição e seca. RESULTADOS: As causas predominantes de óbito evidenciaram 35% dos óbitos por doenças do aparelho circulatório, 20% por neoplasias, 14% por doenças do aparelho respiratório e 11% por doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas. As principais patologias nos óbitos por doenças do aparelho circulatório foram o acidente vascular cerebral (AVC), infarto agudo do miocárdio (IAM) e a insuficiência cardíaca congestiva (ICC). Entre os óbitos por doenças do aparelho respiratório, as patologias mais frequentes foram as pneumonias e a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Os óbitos pelas patologias prevalentes do aparelho circulatório apresentaram correlações significantes com as temperaturas máxima e mínima e umidade relativa do ar. No que diz respeito à relação da mortalidade por doenças do aparelho respiratório com as variáveis climáticas, achados do presente estudo evidenciaram correlação significante da mortalidade por DPOC com a temperatura máxima nos períodos de chuva, transição e seca, já a mortalidade por pneumonia apresentou correlação significativa com a precipitação pluviométrica. CONCLUSÃO: Em consideração aos resultados obtidos nesse estudo esperamos que contribuam com futuras pesquisas que possam esclarecer os mecanismos fisiopatológicos da associação entre as variáveis climáticas e o desenvolvimento e/ou agravamento de patologias a fim de minimizar os possíveis fatores de risco ambientais aos quais os idosos são suscetíveis. Isto favorece, entre outras questões, o direcionamento de ações voltadas à qualidade de vida e consequente redução de gastos por tratamento e serviços assistenciais de saúde onerosos e frequentes.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente para obtenção do Título de Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente. Área de Concentração: Ambiente, Saúde & Sustentabilidade.Orientadora: Dr.ª Sandra de Souza Hacon
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2078
Aparece nas coleções:PGDRA/PVH - Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO DE SAMIA CAROLINA.pdf2,87 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.