Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2136
Título: Efeitos do fator neutralizante de Crotalus (CNF), isolado do plasma da serpente Crotalus durissus terrificus, sobre a funcionalidade leucócitos humanos
Autores: Xavier, Caroline Vargas
Palavras-chave: Inibidor FLA2
CNF
Neutrófilos
PBMCs
Data de publicação: 2012
Citação: XAVIER, Caroline Vargas. Efeitos do fator neutralizante de Crotalus (CNF), isolado do plasma da serpente Crotalus durissus terrificus, sobre a funcionalidade leucócitos humanos. 2012. 55 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Biologia Experimental, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2012
Resumo: O fator neutralizante de Crotalus (CNF) é um inibidor de fosfolipase A2 (FLA2), isolado do plasma do sangue da cascavel Sul Americana, Crotalus durissus terrificus. Esse inibidor neutraliza tanto a atividade letal quanto enzimática (FLA2) da crotoxina, a principal neurotoxina do veneno de C. d. terrificus. No presente estudo, foram investigados os efeitos do CNF sobre a funcionalidade de células mononucleares do sangue periférico (PBMCs) e neutrófilos humanos. As células foram obtidas de doadores sadios através do método de gradiente de densidade. Foram avaliadas a viabilidade e proliferação, através da redução do MTT. A produção de citocinas foi mensurada realizando-se ensaio imunoenzimático. Adicionalmente, a liberação de mieloperoxidase (MPO) foi mensurada pelo consumo de peróxido, e a geração de ânion superóxido foi avaliada através da redução do NBT. O CNF não apresentou toxicidade sobre PBMCs e neutrófilos humanos. Em concentração não tóxica, o CNF, em PBMCs, atua estimulando a liberação de TNF-á, porém, não estimula a produção de IL-10 e IL-2 e não afeta a proliferação celular. Além disso, não induz liberação de ânion superóxido, mas inibe a produção de ânion superóxido quando estimulada pela crotoxina. Em neutrófilos, o CNF não induz a liberação tanto de MPO quanto de ânion superóxido, porém induz a produção de IL-8. Esses dados mostram a influência do CNF na função de PBMCs, por induzir a produção de TNF-á, e de neutrófilos, por estimular a produção de IL-8.
Descrição: Dissertação apresentada ao programa de Pós-graduação em Biologia Experimental, Núcleo de Saúde, da Universidade Federal de Rondônia, como requisito para obtenção do título de Mestre. Orientadora: Dra Juliana Pavan Zuliani
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2136
Aparece nas coleções:PGBIOEXP/PVH - Mestrado em Biologia Experimental (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO CAROLINE XAVIER.pdf459,15 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.