Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2167
Título: A aprendizagem informal como estratégia de conhecimento e suporte a tomada de decisão de gestores de uma Instituição Federal de ensino em Rondônia
Autores: Lopes, Jana Aparecida Pereira
Watanabe, Carolina Yukari V.
Palavras-chave: Aprendizagem formal e informal
Conhecimento e Tomada de Decisão
Lógica Paraconsitente
Data de publicação: 2017
Citação: LOPES, Jana Aparecida Pereira. A aprendizagem informal como estratégia de conhecimento e suporte a tomada de decisão de gestores de uma Instituição Federal de ensino em Rondônia. 2017. 100 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Administração, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2017.
Resumo: A capacidade de aprender é fundamental para sustentabilidade de uma instituição, pois é por meio da aprendizagem que há inovação dos processos e o aumento da efetividade das ações. A aprendizagem informal é um mecanismo estratégico das organizações e como resultado da aprendizagem tem-se o conhecimento que, em sua forma tácita, também é responsável pela orientação da tomada de decisão. O objetivo da pesquisa é analisar como os gestores de uma Instituição da Rede Federal de Ensino do Norte aprendem, ou seja, que estratégias de aprendizagem utilizam no trabalho, se a aprendizagem informal é vista como estratégia para se obter conhecimento e se influencia na tomada de decisão dos gestores. Para isso, desenvolveu-se uma pesquisa com escala likert, mista, descritiva, tipo estudo de caso. O universo desta pesquisa foram 125 gestores da instituição ocupantes de cargo comissionado do tipo Cargo de Direção e Função Gratificada. Por ter sido realizada por cooperação voluntária dos gestores, a amostragem foi não-probabilística. Obteve-se a participação de 57 gestores. Os instrumentos de pesquisa desenvolvidos foram adaptados de Brandão (2009), além de perguntas que identificaram a porcentagem de aprendizagem formal e informal a partir das definições propostas por Slater (2004). Verificasse se que a aprendizagem informal é vista como ferramenta de obtenção de conhecimento e indagou-se ainda se a aprendizagem informal influencia na tomada de decisão dos gestores. Além disso, utilizou-se um instrumento estruturado para coleta de dados socioprofissionais e inclui-se ainda uma questão aberta com a finalidade de obter a opinião dos participantes com relação a como as aprendizagens formais e informais influenciam no processo de tomada de decisão dos gestores, elaborada pela autora. O tratamento dos dados foi realizado por meio da lógica paraconsistente. Os resultados demonstraram que os gestores da instituição pesquisada aprendem principalmente por meio da estratégia reflexão ativa e busca de ajuda interpessoal. Identificou-se que a Aprendizagem informal é vista como estratégia para obter o conhecimento e é levada em consideração no processo decisório, consequentemente, influenciando os gestores em suas tomadas de decisão. Compreender este fenômeno é importante, para que assim ao se analisar as formas de aprendizagem mais utilizadas proporciona-se para a organização a oportunidade de se criar estratégias para fortalecer os modos de viabilizar a aprendizagem organizacional. Além disso, ao compreender como os servidores aprendem por meio das estratégias utilizadas, é possível refletir mais ainda sobre a importância da aprendizagem informal (AI) para as organizações.
Descrição: Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação Mestrado em Administração (PPGMAD) da Fundação Universidade Federal de Rondônia como um dos requisitos para obtenção do título de Mestre em Administração. Orientadora: Profª. Dra. Carolina Yukari V. Watanabe
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2167
Aparece nas coleções:Mestrado em Administração / PVH. Dissertações

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO JANA LOPES.PDF1,78 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.