Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2218
Título: Religiosidade e identidade na diáspora: por uma etnografia entre migrantes haitianos em Porto Velho
Autores: Ribeiro, Ailton Artur da Silva
Palavras-chave: Migrantes-haitianos
Mobilidade
Diáspora
Religiosidade
Identidade
Identidade-religiosa
Identidade-nacional
Data de publicação: 2016
Citação: RIBEIRO, Ailton Artur da Silva. Religiosidade e identidade na diáspora: por uma etnografia entre migrantes haitianos em Porto Velho. 2016. 143 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós- Graduação em Letras, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2016.
Resumo: A migração haitiana para o Brasil tem-se convertido, nos últimos oito anos, em um dos maiores fluxos de migrantes em território brasileiro. A partir de 2010 surgiram as primeiras comunidades haitianas em algumas partes do país. Na região Norte, com acesso ao território brasileiro através da tríplice fronteira (Brasil, Colômbia e Perú), muitas comunidades de haitianos têm-se formado. Nessas comunidades os migrantes podem viver e estar em contato mais direto com a sua cultura, língua, a família, bem como de outros relacionados que ficaram em seu país de origem. A sua transnacionalidade é expressa em vários aspectos que também marcam a sua identidade, tanto no Haiti quanto na diáspora. Entre essas marcas estão a religiosidade e a língua, dois fatores com fortes relações entre si e que conectam o povo haitiano e seu país, o Haiti. Este trabalho teve como objetivo verificar de que modo a mobilidade e as características da diáspora impactam a religiosidade desses migrantes haitianos residentes na cidade de Porto Velho, capital do estado de Rondônia, Brasil. A pesquisa foi realizada através da observação etnográfica durante um período, não contínuo, de três anos. A observação em campo foi auxiliada por entrevistas semiestruturadas realizadas para um grupo de quarenta e três haitianos, durante um período de cento e cinquenta dias (cinco meses), entre janeiro a junho de 2016. Os dados mostraram que alguns fatores atuam como condicionantes da religiosidade. Entre eles, os fatores trabalho, língua, geografia e família. Alguns migrantes declararam receber impacto desfavorável à sua religiosidade enquanto para outros, os impactos da diáspora foram favoráveis. Esses impactos impulsionaram deslocamentos entre denominações religiosas e também desencadearam mobilidades entre os três aspectos/níveis de religiosidade, nomeadamente: crer (believing), comportar (behaving), e pertencer (belonging). Uma parte dos entrevistados deslocou-se no sentido de uma religiosidade da esfera exclusivamente individual para o nível do ‘pertencer’ a um grupo religioso enquanto outros, por outro lado, deslocaram-se no sentido inverso, do nível ‘pertencer’ para uma religiosidade apenas individual (crer).
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Rondônia (UNIR), como requisito parcial obrigatório para a obtenção do título de Mestrado Acadêmico em Letras junto ao Departamento de Línguas Vernáculas, Núcleo de Ciências Humanas. Orientadora: Dra. Marília Lima Pimentel Cotinguiba
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2218
Aparece nas coleções:PPGL/PVH - Mestrado em Letras (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO AILTON RIBEIRO.pdf2,88 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.