Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2226
Título: Concentração de mercúrio no plâncton e fatores ecológico no reservatório da U.H.E.- Samuel - Amazônia Ocidental (Rondônia/Brasil)
Autores: Nascimento, Elisabete Lourdes do
Silveira, Ene Glória da
Palavras-chave: Mercúrio
Fitoplâncton
Zooplâncton
Reservatório e Amazônia
Data de publicação: 2008
Citação: NASCIMENTO, Elisabete Lourdes do. Concentração de mercúrio no plâncton e fatores ecológico no reservatório da U.H.E.- Samuel - Amazônia Ocidental (Rondônia/Brasil). 2008. 119 f. Dissertação (Mestrado)- programa de Pós- Graduação em Desenvolvimento Regional em Meio Ambiente, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2008.
Resumo: A transferência de energia através da cadeia alimentar aquática é uma importante via de entrada de mercúrio (Hg) para os diferentes níveis tróficos. O presente trabalho teve como objetivo avaliar as concentrações de Hg no plâncton total (zoo+fito) em 3 estações (M1, M4 e M8) do reservatório da U.H.E. – Samuel (RO) e uma estação à jusante da barragem (J1). As amostras de plâncton foram coletadas com o uso de duas redes de plâncton, com abertura de poro de 20μm e 68μm. Uma alíquota de cada concentrado das redes foi removida para posterior análise taxonômica e outra seca em estufa a 60°C para posterior digestão ácida. A determinarão de Hg total foi realizada por espectrofotometria de absorção atômica por geração de vapor frio (FIMS-400). Paralelamente foram medidos alguns parâmetros físicos, químicos e biológicos da água. Com relação às concentrações de Hg no plâncton total, obtidas nas 4 estações analisadas, as estações J1, M1 e M8 mostraram o mesmo comportamento, com seus maiores valores registrados no mês de junho de 2005 (232μgHg.Kg-1, 118 μgHg.Kg-1, 128 μgHg.Kg-1, respectivamente). Quanto aos menores de valores de Hg encontrados, as estações J1 e M1 também tiveram o mesmo comportamento, com estes valores registrados em novembro de 2005 (4μgHg.Kg-1 e 22μgHg.Kg-1). Já os menores valores de Hg para as estações M4 e M8 foram registrados em outubro de 2005, que correspondem a 22μgHg.Kg-1 e 5μgHg.Kg-1, respectivamente. Os resultados de Hg encontrados no plâncton no presente estudo corroboram com a literatura no que diz respeito à influência que a composição do fitoplâncton e do zooplâncton tem nas concentrações de Hg encontradas nestes organismos. No entanto, através das análises estatísticas observou-se que as concentrações de Hg não explicam a distribuição desses organismos nas estações J1, M1, M4 e M8 do reservatório da UHESamuel.
Descrição: Dissertação apresentada à Fundação Universidade Federal de Rondônia – UNIR, como requisito para obtenção de título de Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente. Área de Concentração: Biogeoquímica Ambiental Orientador: Profº. Dr. Ene Glória da Silveira
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2226
Aparece nas coleções:PGDRA/PVH - Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO ELISABETE NASCIMENTO.pdf3,32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.