Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://hdl.handle.net/123456789/2240
Título: Estudo sobre a destinação dos óleos lubrificantes automotivos no município de Cacoal/RO
Autores: Cipriano, Pâmila Geisibel Santos
Palavras-chave: Óleo Lubrificante Usado - Contaminado - OLUC
Rerrefino
Meio ambiente
Data de publicação: 2017
Citação: CIPRIANO, Pâmila Geisibel Santos. Estudo sobre a destinação dos óleos lubrificantes automotivos no município de Cacoal/RO. 91f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Rondônia, Cacoal, 2017.
Resumo: Os óleos lubrificantes são de grande importância e estão presentes em diversas atividades humanas, e começou a ser utilizada desde que se houve a necessidade de redução de atrito entre duas partes. Até atingir a situação atual deste produto, diversas evoluções ocorreram, e um dos pontos mais importantes e desafiadores da atualidade é o controle sobre a destinação do óleo lubrificante usado, o OLUC. A presente monografia realizou um estudo sobre a destinação dos óleos usados ou contaminados no município de Cacoal – RO bem como as práticas relacionadas a sua troca. O objetivo desta pesquisa foi verificar como é realizado o gerenciamento dos resíduos de óleos lubrificantes automotivos no município. Levando em consideração que este resíduo é classificado como resíduo perigoso em virtude de sua composição (Chumbo, Arsênio, Cromo, ec), demanda uma finalidade especial pois seu descarte indevido pode acarretar diversos problemas ambientais, como contaminações graves para fauna, flora, e a saúde humana. A pesquisa caracteriza-se por ser do tipo descritiva, de abordagem qualitativa e de natureza aplicada. De método dedutivo, fez-se necessário a delimitação de espaço para tal a utilizou-se de uma amostragem não probabilística. Para a coleta de dados foi por meio de questionário e observação não participante nos estabelecimentos, além de entrevista semi estruturada. Realizou-se a aplicação dos questionários nos estabelecimentos selecionados, e entrevista à Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SEMMA. A pesquisa foi realizada em 25 empresas, sendo 19 oficinas mecânicas de motocicletas, 1 oficina mecânica de automóvel, 2 postos de combustível, 2 concessionárias e uma empresa madeireira. A maioria possui acima de 10 funcionários. A maior parte das empresas pesquisadas trocam em seu estabelecimento de 51 a 100 litros de óleo mensais, e comercializam de 21 a 50 litros por mês. Das empresas pesquisadas, 84% afirmam ter fiscalização em seus estabelecimentos, não havendo uma frequência previamente estabelecida. Em relação ao armazenamento 52% utilizam recipientes metálicos para depositar o OLUC, e 40% recipientes plásticos. Os resultados demonstram ainda que 93% das empresas dão a destinação adequada, que é a retirada destes resíduos pela empresa coletora, 7% dos pesquisados admitem realizar a venda para terceiros. Como a fiscalização não tem acesso a totalidade das informações, e não tem um efetivo em quantidade suficiente para atender a demanda, não se tem o devido 8 controle da quantidade de OLUC gerado nos estabelecimentos tampouco da quantidade vendida, tanto do óleo novo quanto do OLUC.
Descrição: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção da Fundação Universidade Federal de Rondônia, campus Professor Francisco Gonçalves Quiles, para obtenção do título de Bacharel em Engenharia de Produção. Orientador(a): Prof. Me. André Grecco Carvalho
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2240
Aparece nas coleções:DEPRO/CAC. Trabalhos de Conclusão de Curso



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.