Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2457
Título: Dinâmica da geomorfologia fluvial do rio Madeira trecho Porto Velho - Calama, no período 1976 a 2016.
Autores: Sampaio, Shirlei Fontenele
Palavras-chave: Geomorfologia Fluvial
Rio Madeira
Porto Velho
Sensoriamento Remoto
Data de publicação: 2017
Citação: SAMPAIO, Shirlei Fontenele. Dinâmica da geomorfologia fluvial do rio Madeira trecho Porto Velho - Calama, no período 1976 a 2016. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação Mestrado em Geografia da Fundação Universidade Federal de Rondônia, 2017.
Resumo: Realizou-se neste estudo a identificação das modificações de feições geomorfológicas e paisagísticas do baixo curso do rio Madeira no trecho Porto Velho - Calama no período de 40 anos, por meio de dados de Sensoriamento Remoto, onde aplicou-se a análise de uma série cronológica, composta por imagens ópticas, satélite LANDSAT, dos anos de 1976, 1986, 1996, 2006 e 2016. As informações derivadas destes rodutos foram combinadas com dados geológicos e geomorfológicos. Lineamentos fotogeológicos foram extraídos a partir da rede de drenagem e do MDE/SRTM, onde foi possível visualizar os sistemas de falhas presentes nesta bacia. Na analise das imagens foram identificadas paleofeições e suas metamorfoses dentro da evolução do ambiente fluvial o que demonstra a dinâmica do rio na construção da planície ao redor. Os processos erosivos das margens foram medidos e associados as intervenções antrópicas desenvolvidas no sistema fluvial do Madeira. Neste estudo deu-se ênfase as modificações ocorridas nas proximidades da hidrelétrica de Santo Antonio, no arco estrutural do Madeira, no trecho comunidade de São Carlos, na ilha Curicacas, no interflúvio rio Preto – Machado e na vila de Calama. Pela análise dos lineamentos estruturais e seu adensamento, percebeu-se que o Mega Lineamento Madre de Dios/Itacoatiara exerce forte influência no sistema fluvial, comandando erosões de margens, retilinizações no canal e deslocamento do leito, resultando em feições retilinizadas e que passam a apresentar a mesma direção geral no sentido SW-NE. O Rio Madeira, por suas características naturais possui forte comando sobre as metamorfoses que se distribuem em escalas espaço temporais. Ao longo do trecho também percebeu-se a influencia de origem antrópica que tem potencializado as transformações. Em alguns trechos, a perda de margens fluviais chagou a 50 metros em apenas dois anos, nos pontos distribuídos na área de influência da hidrelétrica do Santo Antonio e pela hidrovia do Madeira e pelo ato continuo da garimpagem. Por fim, relacionado ao método utilizado conclui-se que, ao possibilitar a identificação de áreas com alterações na calha e medição dos índices de erosão fluvial em zonas justafluviais, e pela observação direta, pode orientar o planejamento e monitoramento de áreas mais frágeis no sistema fluvial.
Descrição: Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação Mestrado em Geografia da Fundação Universidade Federal de Rondônia. Orientadora Profª Dra. Eloiza Elena Della Justina
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2457
Aparece nas coleções:PPGG/PVH - Mestrado em Geografia (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇAO SHIRLEI FONTENELE SAMPAIO .pdf9,45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.