Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2471
Título: Análise do potencial de erodibilidade de um latossolo vermelho amarelo distrófico da sub bacia do rio Mutum-Paraná: ensaios inderbitzen
Autores: Aguiar, Tamires Cunha de
Palavras-chave: Inderbitzen
Desagregação
Limites de Atterberg
Data de publicação: 2017
Citação: AGUIAR, Tamires Cunha de. Análise do potencial de erodibilidade de um latossolo vermelho amarelo distrófico da sub bacia do rio Mutum-Paraná: ensaios inderbitzen. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós- Graduação Mestrado em Geografia – PPGG, da Universidade Federal de Rondônia, 2017.
Resumo: A pesquisa deu enfoque à Erodibilidade de um Latossolo Vermelho Amarelo Distrófico da sub bacia do rio Mutum Paraná. O objetivo foi compreender a interferência da modificação da paisagem dada pela transformação de florestas em pastagens nesse latossolo, a partir do estudo de suas características físicas e das suas potencialidades em perder sedimentos. Para tanto, foram realizados ensaios de Resistência à Penetração, levantamento de parâmetros físicos do latossolo sob condições de floresta e pastagem e, para analisar as potencialidades de desagregação e transportabilidade de partículas, realizou-se o experimento Inderbitzen, por meio da simulação de Escoamento Superficial frente à um fluxo de água por chuveiramento; Foi aplicada também a equação de erodibilidade para definição do fator K, e definidos os Limites de Atterberg, para mensuração do Índice de Plasticidade do solo. As repostas das amostras de solo frente ao chuveiramento submetido pelo experimento Inderbitzen, denotam solos de baixa susceptibilidade à erosão, já que mesmo em condições de declive máximo da área, sob fluxo simulado de 3 ℓ e 6 ℓ/min que configura intenso chuveiramento sobre as amostras, não houveram grandes perdas de sedimentos ou intensa degradação superficial da amostra indeformada. Observa-se forte correlação entre as características físicas que o solo apresentou com a resposta do chuveiramento sobre a amostra, de modo que, amostras com maior porosidade total, menores densidades aparentes e menor resistência à penetração foram as que apresentaram maior desagregação. Dados de erodibilidade desse latossolo obtidos por outros métodos, como os da equação de definição do fator K e Índice de Plasticidade, endossam a baixa erodibilidade que o solo apresentou.
Descrição: Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação Mestrado em Geografia – PPGG, da Universidade Federal de Rondônia. Linha de Pesquisa: Paisagem, Natureza e Sustentabilidade. Orientador: Prof. Dr. Dorisvalder Dias Nunes Co-Orientador: Prof. Dr. Michel Watanabe
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2471
Aparece nas coleções:PPGG/PVH - Mestrado em Geografia (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO TAMIRES_CORREÇÃO FINAl definitivo.pdf3,52 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.