Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2497
Título: Artrópodos edáficos e suas relações com a estrutura e os processos ecológicos em um fragmento de floresta tropical de Guajará-Mirim
Autores: NASCIMENTO DE MIRANDA, FELIPE
Palavras-chave: Fauna edáfica
Bioindicadores do solo,
fragmento florestal
índices de diversidade
Ciclo da Renovação
Data de publicação: 24-Jan-2018
Resumo: A fauna edáfica é o conjunto de animais invertebrados do solo, às quais vivem permanentemente no solo ou passam ao menos uma de suas fases nele, interferindo em suas propriedades. É considerada importante para os ecossistemas terrestres, pois está relacionada com a ciclagem de nutrientes. Este trabalho objetivou avaliar a fauna edafica e determinar potenciais bioindicadores do solo. A fauna foi coletada ulilizando o metodo TSBF - Tropical Soil Biota Fertility. Foram feitas 4 coletas de forma aléatoria durante os meses de setembro de 2014 à junho de 2015. Isoptera e Hymenopteras foram os grupos taxonômicos mais numerosos na área estudada. A avaliação da População dos Artrópodos edáficos além de três índices de Biodiversidade: Shannon, Pielou e Dominância de Simpson, foram considerados para avaliação do estado da biodiversidade do fragmento florestal em questão. Os valores variáveis e sucessivos, dos índices de diversidade mas em particular do índice de Shannon, apresentaram as mesmas quatro sequências sucessivas dadas para as 4 épocas consideradas neste tcc, em conjunto com as quatro identidades com as fases funcionais do ciclo de Schumpeter, sendo que a Primeira Fase considerada, a de Explotação, apresentou valores de variação de - 0,16 Nats, para Shannon; a Segunda Fase, a de Conservação, apresentou valores em cerca de + 0,24 nats, o que realmente assinala os maiores valores de variações para a época anual em consideração, que é característica mesmo da fase da Conservação, sendo que as diferenças de valores dos citados índices, obtidos entre a Segunda e a Terceira coletas em cerca de – 0,18 nats, foram identificadas na Terceira Fase do referido ciclo, que é a Liberação e que as diferenças de valores entre a Terceira e a Quarta Coletas mostrariam um valor de + 0,10 nats, valor condizente com a quarta fase do ciclo, a referente a “reconstrução das estruturas” denominada de fase Reorganizativa. É necessário compreender melhor a relação da biodiversidade do solo junto à dinâmica dos processos ecológicos relativos às particularidades da região quanto à produção de biomassa com a biodiversidade da fauna edáfica nos solos de florestas tropicais.
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2497
Aparece nas coleções:DACSA/GM. Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc pdf.pdfArtrópodos edáficos e suas relações com a estrutura e os processos ecológicos em um fragmento de floresta tropical de Guajará-Mirim309,75 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.