Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2602
Title: Associação entre saúde uterina e a fertilidade de vacas no pós-parto submetidas à inseminação artificial em tempo fixo
Authors: Lemos, Izabela Cristina
Keywords: Vacas de corte
útero
taxa de prenhez
Issue Date: 2018
Citation: LEMOS, Izabela Cristina. Associação entre saúde uterina e a fertilidade de vacas no pós-parto submetidas à inseminação artificial em tempo fixo. Universidade Federal de Rondônia, 2018.
Abstract: O restabelecimento satisfatório da função uterina no período pós-parto é fundamental para que bovinos apresentem adequada fertilidade quando submetidas a protocolos de inseminação artificial em tempo fixo (IATF). O objetivo deste estudo foi avaliar a saúde uterina, através da mensuração da concentração de células polimorfonucleares, concentração de beta-hidroxibutirato, da determinação do escore de condição corporal e do diâmetro do folículo dominante, em relação a fertilidade de vacas submetidas à programas de IATF iniciados entre 20 e 60 dias pós-parto (DPP). Este estudo foi realizado com 244 vacas multíparas da raça Nelore (Bos taurus indicus) no período pós-parto. Estas fêmeas bovinas foram separados em 3 grupos de acordo com os dias pós-parto (DPP): 1) Grupo <30DPP (n=64), composto por vacas com DPP entre 20 e 30; 2) Grupo <45DPP (n=115), composto por vacas com DPP entre 31 e 45; 3) Grupo <60DPP (n=65), composto por vacas com DPP entre 46 e 60. No dia 0 do protocolo de IATF amostras de células endometriais foram coletas (cytobrush). Lâminas com as amostras foram preparadas e submetidas à avaliação para contagem de células polimorfonucleares (PMN) sob microscopia. As vacas do grupo <30DPP (19/64 = 29,7%) apresentaram uma menor (P <0,05) taxa de prenhez por IA (P/IA) do que as vacas dos grupos <45DPP (52/115 = 45,2%) e <60DPP (34/65 = 52,3%). A descarga uterina e a proporção de células PMN diminuíram com o aumento dos dias pós-parto. Esses resultados sinalizam que fêmeas com maior DPP, possuem úteros mais saudáveis e tendem a um maior índice de prenhez/IA, indicando que animais com mais de 30 dias pós-parto podem ser incluídos nos programas de IATF. Os animais qualificados com ECC adequado pelo dispositivo Vetscore® (verde) tiveram um aumento de prenhez/IA quando comparadas com as fêmeas das outras categorias.
Description: Orientador: Dr. Luiz Francisco M. Pfeifer Defesa de Mestrado apresentada junto ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, Área de Concentração em Biologia da Reprodução, para obtenção do Título de Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente.
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2602
Appears in Collections:PGDRA/PVH - Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Izabela_Cristina_Lemos_Dissertacao_2016_2018.pdf513,04 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.