Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2709
Título: Avaliação da atividade antimicrobiana de extrato etanólico de folhas de cupuaçuzeiro (Theobroma grandiflorum Schum) frente à Escherichia coli e Staphylococcus aureus
Autores: VENANCIO, Renata
Palavras-chave: Extrato vegetal
Theobroma Grandiflorum Schum
Antibacteriano
Escherichia coli
Staphylococcus aureus
Data de publicação: 2019
Citação: VENANCIO,Renata. Avaliação da atividade antimicrobiana de extrato etanólico de folhas de cupuaçuzeiro (Theobroma grandiflorum Schum) frente à Escherichia coli e Staphylococcus aureus. 2019. 37 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Alimentos), Fundação Universidade Federal de Rondônia, Ariquemes, 2019.
Resumo: A busca por antimicrobianos proveniente de fontes naturais e sua aplicação em alimentos têm sido amplamente estudadas com o propósito de reduzir e/ou retardar a contaminação dos produtos alimentícios por bactérias patogênicas, causadoras de doenças transmitidas por alimentos (DTAs). O presente estudo teve como objetivo a obtenção de extrato etanólico a partir de folhas de Cupuaçuzeiro (Theobroma Grandiflorum Schum) bem como a avaliação do potencial antibacteriano deste extrato frente às bactérias Escherichia coli e Staphylococcus aureus. As folhas foram obtidas em dois diferentes lotes, secas em estufa, trituradas e então adicionadas de álcool etílico. Essa mistura foi então mantida em repouso, filtrada para separação da parte sólida e a parte líquida foi submetida a técnica de Sohxlet, para recuperação do solvente utilizado e levado à estufa para completa retirada do etanol obtendo, assim, o extrato seco o qual foi diluído em Dimetilsulfóxido (DMSO) e testado por meio da técnica de disco-difusão quanto à sensibilidade dos micro-organismos descritos. O rendimento obtido foi de 1,46% e 1,54% para o primeiro e segundo lote, respectivamente. Os ensaios de sensibilidade foram realizados em duas etapas. Na primeira etapa, ambas as bactérias se apresentaram sensíveis e moderadamente sensíveis, conforme literaturas utilizadas para classificação, frente ao extrato obtido (com diâmetros variando de 9,15 a 10,25 mm para Staphylococcus aureus; e de 9,47 a 14,11 mm para Escherichia coli), quando em densidade populacional igual a 109 UFC/mL. Na segunda etapa, empregando diferente lote de folhas para obtenção do extrato e densidade populacional igual a 105 UFC/mL, observou-se que a bactéria Staphylococcus aureus se apresentou sensível e moderadamente sensível (com diâmetro variando de 9,47 a 14,11 mm) diferente da Escherichia coli a qual demonstrou resistência frente aos componentes antibacterianos presentes no material vegetal.
Descrição: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento de Engenharia de Alimentos da Fundação Universidade Federal de Rondônia, Campus de Ariquemes, para obtenção do título de Bacharel em Engenharia de Alimentos. Orientador(a): Prof. Dr. Daniela de Araújo Sampaio.
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2709
Aparece nas coleções:DENGEA/ARQ. Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VENANCIO, Renata.pdfTrabalho de Conclusão de Curso1,53 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.