Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2744
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorDOMINGUES, Luiz Henrique Cardoso-
dc.date.accessioned2019-10-14T20:05:32Z-
dc.date.available2019-10-14T20:05:32Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationDOMINGUES, L. H. C. Avaliação andrológica e classificação por pontos de touros nelore (Bos taurus indicus) puro de origem em propriedades do município de Jaru e Theobroma. 34 fl. Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado como exigência em graduação no curso de Bacharel em Medicina Veterinária na Fundação Universidade Federal de Rondônia, Campus de Rolim de Moura, sob a orientação da Profa. Dra. Evelyn Rabelo Andradept_BR
dc.identifier.urihttp://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2744-
dc.descriptionTrabalho de Conclusão de Curso, apresentado como exigência em graduação no curso de Bacharel em Medicina Veterinária na Fundação Universidade Federal de Rondônia, Campus de Rolim de Moura, sob a orientação da Profa. Dra. Evelyn Rabelo Andradept_BR
dc.description.abstractO exame andrológico é a melhor alternativa para diagnosticar anormalidades dos órgãos genitais, problemas físicos ou qualidade espermática inferior. Com relação à classificação andrológica por pontos (CAP), muitos pesquisadores sugerem este padrão de avaliação para seleção e ranqueamento de reprodutores criados a pasto. O objetivo deste trabalho foi avaliar e pontuar touros jovens segundo as características andrológicas apresentadas individualmente, sendo classificados como Excelente, Muito Bom, Bom e Questionável. Cinquenta touros jovens da raça Nelore, puros de origem, com idade entre 25 e 35 meses e criados de maneira extensiva, foram avaliados a classificados andrologicamente por pontos, através dos aspectos físicos (motilidade e vigor espermático), morfológicos (defeitos espermáticos maiores e menores) e da biometria testicular, utilizando o método padronizado de avaliação andrológica estabelecido pelo Colégio Brasileiro de Reprodução Animal - CBRA (2013). A média de idade e circunferência escrotal observada foi respectivamente, 28,38 ± 2,05 meses e 35,86 ± 2,51cm. O valor médio para motilidade espermática progressiva retilínea, vigor espermático e turbilhonamento foram 78 ± 7,55%, 3,64 ± 0,66 e 3,64 ± 0,66, respectivamente. Quanto as características morfológicas, a média observada foi de 7,4 ± 1,77% e 11,2 ± 2,34%, para defeitos maiores e defeitos totais respectivamente. A classificação andrológica por pontos dos touros avaliados foi classificada como excelente (88,08 ± 5,65). A correlação simples de Pearson entre a classificação andrológica por pontos (CAP) e as características físicas do sêmen e a circunferência escrotal foram consideradas positivas e significativas. Já as correlações entre o CAP e as características morfológicas do sêmen foram consideradas negativas e significativas. A Classificação Andrológica por Pontos é um parâmetro favorável na elaboração de um ranque reprodutivo, e as correlações entre a pontuação atribuída e os aspectos andrológicos, são fundamentais para afirmar a CAP do touro avaliado, e estabelecer padrão andrológico importante na seleção para melhor condição reprodutiva.pt_BR
dc.language.isootherpt_BR
dc.subjectclassificação andrológica por pontos (CAP)pt_BR
dc.subjecttouros nelorept_BR
dc.subjectreproduçãopt_BR
dc.subjectRondôniapt_BR
dc.titleAvaliação andrológica e classificação por pontos de touros nelore (Bos taurus indicus) puro de origem em propriedades do município de Jaru e Theobromapt_BR
dc.typeOtherpt_BR
Appears in Collections:DAVET/RM. Trabalhos de Conclusão de Curso



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.