Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2848
Title: Uso de aditivos químicos na silagem do resíduo de acerola de indústrias processadoras de fruta
Authors: SANTOS, Ivair Petrônio Alves
Keywords: Alimentos não convencionais
Ensilagem
Hidróxido de sódio
Produção frutífera
Ureia
Issue Date: 2019
Citation: SANTOS, I. P. A. Uso de aditivos químicos na silagem do resíduo de acerola de indústrias processadoras de fruta. 35 fl. Trabalho de Conclusão de Curso como quesito parcial para a obtenção do título de Bacharel em Medicina Veterinária pela Federação Universidade Federal de Rondônia, Campus Rolim de Moura, sob a orientação do Prof. Dr. Raul Dirceu Pazdiora.
Abstract: Este estudo objetivou avaliar as características de fermentação da silagem do resíduo de acerola com o uso de aditivos químicos (ureia e hidróxido de sódio), e o seu tempo de fermentação (30 e 60 dias). O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado em arranjo fatorial 3 x 2 (3 silagens x 2 tempos). Os resultados foram submetidos a análise de variância e comparação de médias pelo teste de Tukey a 5% de significância. Foram utilizados 24 baldes plásticos de 18 litros vedados com tampa e fita adesiva para confecção da silagem, que foram abertos com 30 e 60 dias de fermentação. Após a abertura foram analisados a produção de efluentes, pH, perda por gases e determinação da matéria parcialmente seca da silagem de acerola com aditivos químicos em comparação ao não uso de aditivos, além da comparação do tempo de fermentação (30 e 60 dias) para as mesmas variáveis. Foi encontrado efeito de interação entre o uso de aditivos e o tempo de abertura somente para a produção de efluentes. A matéria parcialmente seca (inicial e final), a densidade, perda por gases e recuperação da matéria seca foram semelhantes para as diferentes silagens. O pH inicial apresentou diferença entre as silagens, onde demonstrou que a adição de hidróxido de sódio na silagem de acerola promoveu um aumento em relação ao não uso de aditivos (6,36 e 3,80 respectivamente). Já o pH final não apresentou diferenças significativas entre as silagens. A produção de efluentes foi maior para a silagem com o aditivo ureia nos 30 dias de fermentação e com 60 dias de fermentação foi a silagens sem aditivo. O tempo de fermentação não influenciou nos demais parâmetros avaliados. O uso de 1% de ureia e hidróxido de sódio na ensilagem do resíduo de acerola e o tempo de fermentação de 30 ou 60 dias não altera a perda por gases, recuperação da matéria seca e pH final. No entanto, o pH inicial do material ensilado com hidróxido de sódio aumenta
Description: Trabalho de Conclusão de Curso como quesito parcial para a obtenção do título de Bacharel em Medicina Veterinária pela Federação Universidade Federal de Rondônia, Campus Rolim de Moura, sob a orientação do Prof. Dr. Raul Dirceu Pazdiora.
URI: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2848
Appears in Collections:DAVET/RM. Trabalhos de Conclusão de Curso



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.