Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2849
Title: Uso de sequestrantes de umidade na silagem do resíduo da acerola de indústrias processadoras de frutas
Authors: Junior, João Mikalzenzen
Keywords: Alimentos não convencionais
Ensilagem
Farelo de arroz
Produção frutífera
Quirera de milho
Issue Date: 2019
Citation: JUNIOR, J. M. Uso de sequestrantes de umidade na silagem do resíduo da acerola de indústrias processadoras de frutas. 35 f. Trabalho de Conclusão de Curso como quesito parcial para a obtenção do título de Bacharel em Medicina Veterinária pela Federação Universidade Federal de Rondônia, Campus Rolim de Moura, sob a orientação do Prof. Dr. Raul Dirceu Pazdiora.
Abstract: Diversos tipos de silagem e aditivos vem sendo estudado para minimizar efeitos negativos durante os processos de ensilagem. O uso do resíduo da acerola tem sido estudado como meio de alimentação animal para diminuir custo de produção e aparecer como fonte alternativa de alimento. Neste sentido, objetivou-se avaliar as características de fermentação da silagem do resíduo de acerola com o uso de aditivos sequestrantes de umidade e o tempo de abertura do silo. Os tratamentos utilizados foram: resíduo de acerola sem uso de aditivo com 30 e 60 dias de fermentação; resíduo de acerola com uso de 10% de quirera de milho (base na matéria natural) com 30 e 60 dias de fermentação; e resíduo de acerola com uso de 10% de farelo de arroz (base na matéria natural) com 30 e 60 dias de fermentação. A silagem foi confeccionada a partir do resíduo de acerola adquirido de agroindústrias processadoras de frutas. Foram utilizados 24 baldes de plástico com capacidade de 18 L, vedados com tampa e fita adesiva. O delineamento utilizado foi um inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 3 x 2 (3 silagens x 2 tempos). Os dados foram submetidos à análise de variância e comparação de médias pelo teste de Tukey, usando o pacote estatístico SAS, ao nível de 5%. Para as variáveis analisadas não se observou efeito de interação entre o uso de aditivos e o tempo de abertura, sendo analisadas separadamente. A matéria parcialmente seca inicial, no momento da ensilagem, foi maior (P<0,05) com o uso dos aditivos sequestrantes de umidade, com valores médios de 28,9; 28,5; 23,2% para a quirera de milho, farelo de arroz e sem aditivo, respectivamente. Já a matéria parcialmente seca final, no momento da abertura dos silos, está diferença deixou de existir. A densidade, perda de gases e recuperação de matéria parcialmente seca foram semelhantes (P>0,05) para as diferentes silagens. A produção de efluente foi maior para a silagem sem aditivo e com o aditivo farelo de arroz, e menor produção de efluente foi observado com o do aditivo de quirera de milho. O pH inicial foi menor para a silagem sem aditivo, com relação as silagens com aditivo. Já o pH final não apresentou diferença significativa com a inclusão dos aditivos. Em relação ao tempo de fermentação apenas a variável produção de efluentes teve diferença significativa para a silagem com resíduo de acerola, sendo maior com 60 dias de fermentação (100,1 kg/t de matéria natural) em relação aos 30 dias de fermentação (69,3 kg/t de matéria natural). A adição de 10% dos aditivos sequestrantes de umidade, quirera de milho e farelo de arroz, na silagem de resíduo de acerola proporciona aumento na matéria seca ensilada e semelhante pH final. Com 30 dias de fermentação, a silagem de resíduo de acerola pode ser utilizada.
Description: Trabalho de Conclusão de Curso como quesito parcial para a obtenção do título de Bacharel em Medicina Veterinária pela Federação Universidade Federal de Rondônia, Campus Rolim de Moura, sob a orientação do Prof. Dr. Raul Dirceu Pazdiora.
URI: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2849
Appears in Collections:DAVET/RM. Trabalhos de Conclusão de Curso



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.