Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/958
Título: Avaliação de custos de construção de viveiros escavados para a piscicultura no município de Presidente Médici-RO, Brasil.
Autores: Lamborguini, Roberto Strofel
Palavras-chave: Custos de implantação
Piscicultura
Viveiro escavado
Data de publicação: 2014
Citação: LAMBORGUINI, Roberto S. Avaliação de custos de construção de viveiros escavados para a piscicultura no município de Presidente Médici-RO, Brasil. 2014. 52 f. Monografia (Bacharelado em Engenharia de Pesca) - Fundação Universidade Federal de Rondônia, Presidente Médici, 2014.
Resumo: A piscicultura é um dos segmentos da produção animal que mais cresce no cenário mundial, o Brasil vem acompanhando esse crescimento, tendo o estado de Rondônia como destaque nacional. Diante desta realidade, o presente estudo, tem por objetivo avaliar os custos de construção de viveiros escavados para prática de piscicultura no município de Presidente Médici, no Estado de Rondônia, desde a escolha da área para implantação, da instrumentalização legal para o licenciamento junto ao órgão ambiental estadual, até a consequente construção. O estudo foi desenvolvido em duas propriedades, onde houve implantação de piscicultura, com espelho d’água de até cinco hectares. A coleta dos dados se deu a partir da obtenção dos custos relacionados à implantação dos referentes projetos de piscicultura. Posteriormente foram contabilizados os gastos relacionados ao uso de maquinário, mão de obra e materiais para hidráulica. A partir da análise dos dados, averiguou-se que a variação topográfica do terreno, influencia diretamente no custo de implantação de uma piscicultura. Diante do custo elevado para construção de uma piscicultura, a modernização dos serviços de engenharia empregada se faz necessária, desde que seja adequada às características da região a ser desenvolvida. Para tal, deve basear-se em informações técnicas específicas, com tecnologias confiáveis, priorizando a sustentabilidade da atividade. A partir dos dados pode-se notar que o valor total dos custos no projeto 01 foi de R$ 40.894,13 por hectare e no projeto 02 foi de R$ 20.696,70 por hectare, ficando, portanto o projeto 02; 49,39% mais barato, devido principalmente ao melhor nível do terreno, com uma diferença de 0,50%, propiciando menor volume de terra na escavação.
Descrição: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento de Engenharia de Pesca da Fundação Universidade Federal de Rondônia-UNIR, como requisito para a obtenção do título de Engenheiro de Pesca. Orientador: Prof. Me. Paulo de Tarso da Fonseca Albuquerque
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/958
Aparece nas coleções:DEPESCA/PM. Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LAMBORGUINI, Roberto S..pdfLAMBORGUINI, Roberto S.2,52 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.