Use este identificador para citar ou criar um link para este item: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/983
Título: Influência dos níveis de proteína da ração nos parâmetros hematológicos do pirarucu (Arapaima gigas) na fase de crescimento
Autores: Hashimoto, Alexandre Júnior
Palavras-chave: Ganho de peso
Nutrição
Sangue
Data de publicação: 2015
Citação: HASHIMOTO, Alexandre Júnior. Influência dos níveis de proteína da ração nos parâmetros hematológicos do pirarucu (Arapaima gigas) na fase de crescimento. 2015. 36 f. Monografia (Bacharelado em Engenharia de Pesca) - Fundação Universidade Federal de Rondônia, Presidente Médici, 2015.
Resumo: A aquicultura é uma atividade produtiva que vem crescendo consideravelmente em relação à pesca, pois gera e difunde tecnologias, disponibiliza insumos e estimula a comercialização. A hematologia é uma ferramenta importante dentro das avaliações de peixes de cultivo, pois permite a identificação e o controle de estresse e/ou de enfermidades, a fim de assegurar a saúde dos peixes. Objetivou-se avaliar as características bioquímicas e hematológicas do Pirarucu (Arapaima gigas) cultivado em viveiro escavado sob diferentes níveis de proteína. O experimento foi realizado na Base de piscicultura Carlos Eduardo Matiaze, no município de Presidente Médici - RO, no período de agosto de 2013 a julho de 2014. Utilizou-se 60 peixes com peso médio inicial de 499g e comprimento total inicial médio de 40,3 cm estocados com densidades de 04 peixes por hapas de 48m2 de lâmina d´agua, totalizando 15 hapas. Arraçoados três vezes ao dia (08 h 00 min, 12 h 00 min e 17 h 00 min), com cinco diferentes níveis de proteína bruta na dieta sendo: 34%, 36%; 38%; 40% e 45%. Abatidos aos 310 dias com média de 8kg de peso corporal. As amostras de sangue de cada peixe foram colhidas por punção do vaso caudal, com auxílio de seringas de 5 mL, cada amostra de sangue coletada foi dividida em duas alíquotas de 2 mL e usada para realização do hemograma e determinação dos níveis plasmáticos bioquímicos. Observou-se que os parâmetros referentes ao hemograma, dado pelos eritrócitos, hemoglobina, volume globular, VCM, HCM, CHCM, glicose e proteínas totais não apresentaram diferenças (P>0,05) entre as dietas. Os valores médios das proteínas totais foram de 3,8 g/L, glicose e triglicerídeos apresentando médias 43,45 mg/dL e de 56,98 mg/dL, respectivamente. Obteve-se o nível máximo de colesterol de 120 mg/dL no nível 35,4 % PB na fase de crescimento. Os níveis de proteína bruta na dieta influenciaram os teores de colesterol na fase de crescimento do pirarucu, porém, não influenciaram os parâmetros hematológicos e demais parâmetros bioquímicos na fase dos animais.
Descrição: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento de Engenharia de Pesca da Fundação Universidade Federal de Rondônia – UNIR, como requisito para a obtenção do título de Engenheiro de Pesca. Orientadora: Prof.ª Dra. Jucilene Cavali Coorientador: Me. Henry Wajnsztejn
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/983
Aparece nas coleções:DEPESCA/PM. Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
HASHIMOTO, Alexandre Júnior..pdfHASHIMOTO, Alexandre Júnior.903,91 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.