Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1538
Title: Sagrado e o feminino: as mulheres e suas vicissitudes no consumo da ayahuasca
Authors: Bueno, Natássia Henriques Daldegan
Keywords: Psicanálise
Ayahuasca
Feminino
Lacan
Sagrado
Issue Date: 2017
Citation: BUENO, Natássia Henriques Daldegan. O Sagrado e o feminino: as mulheres e suas vicissitudes no consumo da ayahuasca. 2017. 111 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2017.
Abstract: A presente pesquisa se propôs a explorar o universo feminino dentro de ritualísticas de consumo da ayahuasca. Ela se efetivou em uma comunidade ayahuasquera não institucionalizada, situada na zona rural que compreende o município de Porto Velho, capital rondoniense. A pesquisa realizou-se entre os meses de janeiro e outubro do ano de 2016, onde foram entrevistados quatro sujeitos a fim de compreender os diversos aspectos relativos ao feminino que se constroem nas relações das ritualísticas com a ayahuasca. Para tanto, o método psicanalítico foi utilizado a fim de compreender as representações subjacentes aos discursos proferidos, cujas interpretações se pautam à luz do referencial teórico-metodológico de Freud e Lacan. A ingestão desta planta leva ao transe místico proporcionado pelos Estados Alterados de Consciência (EAC), também conhecido como voo extático. A busca pela espiritualidade através do consumo de substâncias psicoativas se mostra cada vez maior, enquanto que o mal-estar provocado pelo excessivo encontro com o real vem se exacerbando. A proximidade da mulher com o real a coloca em uma posição favorável para tomar a frente neste contexto ritualístico. As mulheres da comunidade estudada são tidas como um importante elemento de purificação e castidade, o que as confere maior proximidade com o Sagrado. Neste sentido, exploraram-se as insígnias à elas relacionadas, percebendo os lugares que encarnam frente à castração. Dentre as diversas facetas que assumem estas mulheres, entre o semblante e o pequeno a, a Deusa Criadora e a maternidade, percebeu-se que elas se situam na hiância entre ter e ser o falo, deslizando de posição de acordo com a necessidade da ocasião. Foi possível perceber que estas mulheres são designadas a partir do referencial masculino, portando o semblante da Virgem Mãe, a Rainha Universal. Compreende-se que estas pessoas creem em um mito originário da doutrina seguida como expressão do feminino, reproduzindo-o em seus cotidianos e encarnado por suas mulheres.
Description: Dissertação de Mestrado apresentado ao Programa de Pós-Graduação de Mestrado Acadêmico em Psicologia da Fundação Universidade Federal de Rondônia como requisito parcial para obtenção do título de Mestra em Psicologia. Linha de Pesquisa: Saúde e Processos Psicossociais Orientadora: Drª Melissa Andrea Vieira de Medeiros.
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1538
Appears in Collections:MAPSI/PVH - Mestrado em Psicologia (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O Sagrado e o Feminino - Natássia.pdf2,21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.