Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2359
Title: Gerenciamento do arranjo físico: estudo de caso de um hospital em Espigão do Oeste – RO
Authors: Otto, Camila Wolffgramm
Keywords: Arranjo físico
Hospital
Fluxo de processos de serviços
Movimentação interna
Issue Date: 2018
Citation: OTTO, Camila Wolffgramm. Gerenciamento do arranjo físico: estudo de caso de um hospital em Espigão do Oeste – RO. 35f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Rondônia, Cacoal, 2018
Abstract: Um arranjo físico adequado pode proporcionar melhor fluxo de pessoas, materiais, além do melhor fluxo de processos e serviços das operações, haja vista que se preocupa com o melhor posicionamento físico dos recursos de transformação, representando uma importante área a ser gerenciada na gestão de operações de empresas tanto de manufaturas, como de prestação de serviços. Neste sentido, minimizar o fluxo de movimentos e estabelecer um planejamento e gerenciamento do arranjo físico em um hospital é imprescindível para a melhoria do fluxo de serviços de saúde, contribuindo para a melhoria da qualidade do serviço prestado. Diante do exposto, o objetivo da pesquisa é analisar o atual arranjo físico, a fim de se propor um novo arranjo físico para o fluxo de processos de serviços com vistas na minimização da movimentação de pessoas e materiais, por meio de um estudo de caso descritivo com abordagem do problema de forma quantitativa. Para tanto, foram utilizadas as ferramentas fluxograma, diagrama de proximidade e o software AutoCAD, onde as variáveis consideradas para a coleta e posteriormente tratamento dos dados foram os seguintes ambientes: consultório médico, pronto socorro, observação, triagem laboratório, enfermarias e isolamento. Os resultados apontam que com a aplicação do método proposto, foi possível reduzir 10,63% a quantidade de movimentação interna, o que por sua vez, contribui na melhoria do espaço das instalações, bem como no aumento da eficiência do fluxo de serviços do referido hospital. Os resultados apresentados demonstram que há vários ambientes que podem ser realocados de modo a aumentar a eficiência na unidade objeto de estudo, entretanto torna-se um fator limitante em curto prazo por questões de instalações prediais. Assim, conclui-se que o gerenciamento do arranjo físico auxilia no melhor fluxo de movimentação interna de pessoas, de materiais e no fluxo de processos de serviços, ainda mais quando se trata de uma unidade de saúde, onde qualquer diminuição de tempo/atraso pode implicar diretamente na perda de vidas.
Description: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção da Fundação Universidade Federal de Rondônia, campus Professor Francisco Gonçalves Quiles, para obtenção do título de Bacharel em Engenharia de Orientador: Prof. Esp. Alessandro Aguilera Silva
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2359
Appears in Collections:DEPRO/CAC. Trabalhos de Conclusão de Curso



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.