Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2636
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAmaral, Fabíola Mara Gonçalves de Siqueira-
dc.date.accessioned2019-05-30T19:09:10Z-
dc.date.available2019-05-30T19:09:10Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationAMARAL, F. M. G. de S. Percepção das mães de recém-nascidos quanto à educação em em saúde em uma UTI neonatal do norte do Brasil. 2018. 75f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) - Programa de Pós- Graduação em Ensino em Ciências da Saúde (MPECS), Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Porto Velho, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2636-
dc.descriptionDissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Ensino em Ciências da Saúde (MPECS), na Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), como requisito final para obtenção do título de Mestre em Ensino em Ciências da Saúde. Orientador(a): Profª. Drª. Lucia Rejane Gomes da Silva.pt_BR
dc.description.abstractO crescente número de neonatos de baixo peso ao nascimento e prematuros constitui importante problema de saúde pública e repercute na morbimortalidade neonatal. Há a necessidade da implementação de ações de educação em saúde, a fim de contribuir para a alta hospitalar, instrumentalizando os familiares para o cuidado no domicílio. Esta pesquisa analisou as ações de educação em saúde com as mães de recém-nascidos prematuros e/ou de baixo peso internados em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) de Rondônia. Tratase de uma pesquisa com abordagem qualitativa. As participantes da pesquisa foram 22 mães de recém-nascidos prematuros e/ou de baixo peso internados em UTIN; a coleta de dados se deu por entrevista semiestruturada de novembro a dezembro de 2016. Todas as falas foram analisadas baseadas nas três etapas da análise de conteúdo de Bardin. Como resultados, foram levantados três grupos temáticos, identificados como: percepções maternas quanto à importância da presença da família na UTIN; educação em saúde como estratégia para o preparo para alta hospitalar e ações de educação em saúde para mães e familiares de RN em UTIN/UCIN. De acordo com as mães, na UTIN o cuidado materno não é considerado prioridade, as orientações se restringem à higiene para contato com o bebê e sobre procedimentos e complicações que possam ocorrer. Na Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais (UCIN-Canguru) percebeu-se uma prática educativa com o uso de panfletos e orientações individuais com foco na higiene corporal do RN e amamentação. Já na UCINBerçário, não se utilizam estratégias educativas para alta do prematuro, as mães são pouco acolhidas e elas não participam do cuidado. Diante dos resultados, observa-se a necessidade de elaborar estratégias embasadas nas metodologias ativas de aprendizagem, que facilitem a inserção das mães e familiares nos cuidados com o filho prematuro durante todo o período de internação.pt_BR
dc.language.isootherpt_BR
dc.subjectEducação em saúdept_BR
dc.subjectUnidade de Terapia Intensiva Neonatalpt_BR
dc.subjectrecém-nascido prematuropt_BR
dc.subjectrecém-nascido de baixo pesopt_BR
dc.titlePercepção das mães de recém-nascidos quanto à educação em em saúde em uma UTI neonatal do norte do Brasilpt_BR
dc.typeOtherpt_BR
Appears in Collections:PPGECS/PVH - Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO FINAL.pdf1,76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.