Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3041
Title: Análise ambiental da Microbacia do Córrego das Areias (RO): uma proposta de revitalização de nascentes com vistas a proteção dos recursos hídricos
Authors: Betiolo, Aline dos Santos
Keywords: Revitalização de bacias hidrográficas
Avaliação Temporal
Segurança hídrica
Desenvolvimento Sustentável
Issue Date: 2020
Citation: BETIOLO, Aline dos Santos. Análise ambiental da Microbacia do Córrego das Areias (RO): uma proposta de revitalização de nascentes com vistas a proteção dos recursos hídricos. Orientadora: Nara Luísa Reis de Andrade. 2020. 129 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos) – Fundação Universidade Federal de Rondônia, Campus de Ji-Paraná, 2020.
Abstract: As nascentes são áreas de recarga, fundamentais para garantir a disponibilidade qualiquantitativa de água na bacia hidrográfica. Em virtude das pressões recorrentes, muitos destes ambientes necessitam de revitalização. O presente estudo tem como objetivo elaborar uma proposta de revitalização de nascentes da microbacia do Córrego das Areias, localizada no estado de Rondônia, bacia amazônica. Para tal, foram identificadas as principais técnicas de revitalização de bacias, com enfoque em nascentes, por meio de pesquisa bibliográfica e estudos de casos. Além disso, foi realizado o diagnóstico ambiental da área em estudo, o qual contemplou a avaliação temporal de uso e ocupação do solo nos anos de 2008 e 2019, análise de parâmetros físico-químicos nos diferentes períodos sazonais e análise do grau de preservação das nascentes, por meio de avaliação in loco de parâmetros macroscópicos. Mediante o diagnóstico da área e a identificação das situações ambientais existentes, com base no estágio de conservação do solo e a cobertura vegetal predominante da área, foram elencadas proposições de técnicas para a revitalização das nascentes. Os resultados evidenciaram o aumento do desmatamento na região com 21,71% de supressão das áreas de vegetação/mata, e aumento de 22,51% das áreas com agropecuária. Em relação às análises de qualidade de água, os valores que indicaram maior comprometimento da qualidade foram no período de transição seca/cheia, porém ainda estiveram nas faixas estabelecidas pela CONAMA nº357/2005 para corpos hídricos de classe 2. No entanto, 57,14% das nascentes apresentaram grau de preservação razoável, 28,57% ruim e 14,29% péssimo. Deste modo, para 42,86% das nascentes, a técnica indicada foi a de plantio total, visto a ausência de regeneração natural, seguida pela técnica de condução da regeneração natural e adensamento (28,57%), condução da regeneração natural e enriquecimento (7,14%), e 21,43% dos casos a vegetação estava preservada. Assim, ressalta-se a importância da revitalização das nascentes, em virtude das situações ambientais inadequadas nessas áreas, o que urge ser revertido, e, nesse contexto, a realização de estudos e sua divulgação por meio de relatórios técnicos e material de apoio para mobilização social podem contribuir para a manutenção da segurança hídrica e da função ecológica dos recursos hídricos, objetivos alinhados com os ODS 6 e 14.
Description: Dissertação apresentada ao PROFÁGUA – Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos, como requisito parcial à obtenção do título de Mestre em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos.
URI: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3041
Appears in Collections:

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Aline dos Santos Betiolo.pdfDissertação Aline dos Santos Betiolo10,45 MBAdobe PDFView/Open
ALINE MEIO AMBIENTE FOLDER - corrigido.pdfFolder Aline dos Santos Betiolo5,22 MBAdobe PDFView/Open
Relatório técnico v. final 25-08.pdfRelatório Técnico3,1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.