Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3042
Title: Microbacia do Rio Ribeirão Cacau em Alvorada D’Oeste-RO: Análise socioambiental em decorrência da expansão cafeeira
Authors: Silva, Fabricia Martins
Keywords: Cafeicultura
Impactos Socioambientais
Atividade agropecuária
Desenvolvimento Sustentável
Issue Date: 2020
Citation: SILVA, Fabricia Martins. Microbacia do Rio Ribeirão Cacau em Alvorada D’Oeste-RO: Análise socioambiental em decorrência da expansão cafeeira. Orientadora: Patrícia Soares de Maria de Medeiro. 2020. 140 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos) – Fundação Universidade Federal de Rondônia, Campus de Ji-Paraná, 2020.
Abstract: A economia de Alvorada D‟Oeste localizada no estado de Rondônia na região Norte do Brasil, gira em torno do setor primário, no qual se concentram altos índices de pressão das atividades agropecuárias. Nos últimos anos tem-se desenvolvido o plantio de café clonal na microbacia do rio Ribeirão Cacau, bacia esta que possui usos múltiplos. Desta maneira, o objetivo da pesquisa é analisar os impactos socioambientais na microbacia do rio Ribeirão Cacau, no município de Alvorada D‟Oeste – RO, gerados pela expansão da produção cafeeira. Para a análise dos impactos socioambientais da área de estudo, foram realizados: levantamento bibliográfico, coleta de dados sobre a produção cafeeira no município e sobre liberação de outorgas do direito de uso da água, análise de imagens de satélite, estudo de campo com aplicação de questionários aos produtores e observação in loco das propriedades rurais. Como resultado da pesquisa, pode-se identificar que houve a expansão da agropecuária nesta região na qual predominam pequenas propriedades cafeeiras, de maneira que 91% dos cafeicultores entrevistados utilizam água de fonte superficial para a irrigação dos cultivos apesar de 46% ainda não possuir a outorga regulamentada. Pode-se inferir que de 2018 para 2019 houve um aumento de 271,4% das liberações de Outorga e 59% dos cafeicultores afirmam não obter controle no gasto de água utilizada para irrigação da lavoura. Em contrapartida, medidas governamentais e/ou privadas têm demonstrado uma modificação de paradigma na produção cafeeira do estado de Rondônia, voltada ao equilíbrio socioambiental e o produto final desta pesquisa – cartilha cafeicultura e sustentabilidade – contribui para esta vertente. Desta forma, ao final da pesquisa, pretendeu-se elaborar uma cartilha com linguagem acessível aos produtores rurais da microbacia, com o objetivo de sensibilizá-los a respeito da problemática em questão e orientá-los para almejarem a regularização de suas propriedades quanto ao uso consuntivo da água. Por meio da divulgação dos dados obtidos nesta pesquisa e sensibilização dos cafeicultores, aspira-se por lograr maior preservação dos cursos de água, com ênfase na utilização dos recursos hidrológicos de forma consciente, propagando assim o desenvolvimento sustentável, alinhado com os ODS 12 e 15.
Description: Dissertação apresentada ao PROFÁGUA – Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação Dos Recursos Hídricos, como requisito parcial à obtenção do título de Mestre em Gestão e Regulação dos Recursos Hídricos.
URI: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3042
Appears in Collections:

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Fabricia Martins Silva.pdfDissertação Fabricia Martins Silva4,21 MBAdobe PDFView/Open
Produto educacional.pdfProduto educacional1,93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.