Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3047
Title: Qualidade microbiológica e físico-química das águas subterrâneas da cidade de Porto Velho – RO
Authors: Baía, Célia Ceolin
Keywords: Águas subterrâneas
Identificação microbiológica
Contaminantes químicos
Issue Date: 2020
Citation: BAÍA,C. C. Qualidade microbiológica e físico-química das águas subterrâneas da cidade de Porto Velho – RO. 2020. 92f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (PGDRA), Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Porto Velho, 2020.
Abstract: Águas subterrâneas são imensamente explotadas para diversos usos, incluindo o consumo humano. A principal forma de extração da mesma ocorre através de poços, os quais podem ser tubulares ou escavados. Esses poços, dependendo de sua estrutura, podem ser um canal de entrada para diversos contaminantes biológicos e inorgânicos para a água subterrânea. No município de Porto Velho, os poços escavados, popularmente chamados “amazonas” são bem comuns e muitas vezes a água é desprovida de tratamento adequado antes do uso. Mediante um fluxo de migração oscilante na cidade e a falta de saneamento básico, as águas subterrâneas estão potencialmente expostas à contaminação microbiológica e química. Desta forma, o objetivo deste estudo foi levantar e especificar quais organismos e elementos são encontrados na água subterrânea. Foram 74 amostras de água coletadas de poços escavados e tubulares na área urbana do município de Porto Velho em três períodos sazonais diferentes (vazante, águas baixas e enchente). Nessas amostras foram realizadas análises de parâmetros físico-químicos, microbiológicas, elementos-traço, cátions e ânions. Os resultados apontaram a presença de coliformes totais e termotolerantes em 89% e 81%, das amostras avaliadas, respectivamente. Observou-se a prevalência dos gêneros Escherichia, Enterobacter, Cronobacter e Citrobacter, com 13% cada. O nitrato apresentou médias acima do valor apresentado pelo Ministério da Saúde (Portaria nº 5/2017), com medianas entre 4 a 25 mg.L1. Teores de elementos traço ficaram acima do que recomenda a legislação em oito pontos para alumínio (>0,2 mg.L-1 ), dois para cobre (>2 e 1 mg.L-1 ) e um para manganês (>0,1 mg.L-1 ). A sazonalidade influenciou os parâmetros condutividade elétrica, nitrato, sódio, cloreto e amônio com valores maiores na enchente. Os parâmetros pH e coliformes termotolerantes apresentaram maiores valores na vazante. Esses resultados refletem a precariedade dos serviços básicos na cidade de Porto Velho e ausência de ações efetivas no combate a degradação das águas subterrâneas. Os mapas temáticos elaborados para aprsentar os resultados desta pesquisa podem auxiliar os tomadores de decisão nas ações referentes à saúde pública e saneamento básico na cidade de Porto Velho.
Description: Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (PGDRA), na Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) como requisito final para a obtenção do título de Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente. Orientador(a): Prof. Dr. Wanderley Rodrigues Bastos.
URI: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3047
Appears in Collections:PGDRA/PVH - Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_0490362_Celia_Ceolin_Baia_Dissertacao_2017_2020 (2).pdfArquivo Principal2,1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.