Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3072
Title: Diagnóstico da Água Subterrânea na microbacia do Igarapé Nazaré (Ji-Paraná, RO): Subsídios para o enquadramento
Authors: Laureano, Josilena de Jesus
Keywords: Poços rasos
Potabilidade
Diagnóstico ambiental.
Issue Date: 2020
Citation: LAUREANO, Josilena de Jesus. Diagnóstico da Água Subterrânea na microbacia do Igarapé Nazaré (Ji-Paraná, RO): Subsídios para o enquadramento. Orientador: Profª. Dra. Elisabete Lourdes do Nascimento. 2020. 134 f. Dissertação (Mestrado em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos) – Fundação Universidade Federal de Rondônia, Campus de Ji-Paraná, 2020.
Abstract: Um dos grandes desafios do Brasil é a universalização do saneamento, a precariedade no setor e a disponibilidade da água subterrânea faz com que a população a utilize no abastecimento doméstico. O objetivo da pesquisa foi realizar o diagnóstico da água subterrânea da microbacia do Igarapé Nazaré em Ji-Paraná, RO, etapa inicial para a realização do enquadramento. Foram realizadas coletas de água subterrânea nos meses de março, junho, setembro e dezembro de 2019, amostrando 15 poços. A análise de coliformes foi realizada pelo método de membrana filtrante (APHA, 1995). As determinações de condutividade elétrica, temperatura, sólidos totais dissolvidos e pH foram realizadas com sondas especificas. A análise de turbidez foi realizada com turbidímetro portátil. O oxigênio dissolvido, a alcalinidade total, e os nutrientes nitrato, nitrito, amônia, ortofosfato e fósforo total foram medidos segundo APHA (1995). O mapa de fluxo subterrâneo foi realizado pelo método de Krigagem (Software Surfer 13). A vulnerabilidade foi realizada pelo método GOD que avalia o grau de confinamento hidráulico, a ocorrência dos tipos litológicos e a profundidade da água subterrânea. Os resultados apontam que as variáveis que estiveram em desacordo com a Portaria de Consolidação n° 5/2017/MS e com a Resolução CONAMA n° 396/08, foram: pH, turbidez, coliformes totais, E. coli e o nitrato. Indicando que a água encontra-se fora dos padrões de potabilidade e imprópria para o consumo humano sem que haja tratamento prévio, podendo apresentar riscos à saúde humana. A superfície potenciométrica demostrou convergência do fluxo em direção a região central, a qual pode estar recebendo cargas contaminantes. A análise GOD identificou 68% como vulnerabilidade insignificante, 16% baixa vulnerabilidade, 8% média e 8% alta vulnerabilidade. Ressalta-se a necessidade de maior atenção com as áreas de média e alta vulnerabilidade uma vez que podem servir de foco de contaminação e dispersão de poluentes de águas do aquífero livre para águas profundas. Considerando que o enquadramento é o estabelecimento de metas e objetivos de qualidade da água a ser alcançado ou mantido de acordo com os usos que se faz da mesma, conforme a legislação essas águas se enquadram como sendo de classe I, uma vez que são utilizadas para o abastecimento humano sendo consumidas sem tratamento, no entanto não apresentam qualidade compatível com a referida classe.
Description: Dissertação apresentada ao PROFÁGUA – Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação Dos Recursos Hídricos, como requisito parcial à obtenção do título de Mestre em Gestão e Regulação dos Recursos Hídricos.
URI: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3072
Appears in Collections:

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss_FINAL_JOSILENA_LAUREANO.pdfDissertação3,33 MBAdobe PDFView/Open
Produto_Relatorio_Tecnico_Josilena_Laureano.pdfRelatório Técnico1,8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.