Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3104
Title: A cacauicultura no estado de Rondônia: história, valor genético e contribuições para o desenvolvimento econômico
Authors: Lima, Juocerlee Tavares Guadalupe Pereira de
Keywords: Cacau
Crédito de Carbono
Melhoramento Genético vegetal
Vassoura-de-bruxa
Coleóbroca-dos-frutos
Issue Date: 2020
Citation: LIMA, J. T. G. P. de. A cacauicultura no estado de Rondônia: história, valor genético e contribuições para o desenvolvimento econômico. 2020. 143 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (PGDRA), na Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Porto Velho, 2019.
Abstract: O trabalho se insere no ramo de melhoramento genético do cacaueiro e o seu papel para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental do estado de Rondônia, quando cultivado em Sistema Agroflorestal. A pesquisa foi desenvolvida em 3 (três) etapas, a primeira compreendeu a análise da importância histórica socioeconômica e ambiental da cacauicultura para o estado de Rondônia. Como resultado o estudo trouxe evidências históricas que a cacauicultura, apesar de ser uma cultura que já distribuiu renda para mais de 10 mil famílias de pequenos agricultores em Rondônia, o modelo de expansão dos polos cacaueiros no estado se baseou na expansão econômica capitalista, do qual visou o aumento de insumos para as indústrias chocolateiras, fora do contexto do desenvolvimento da própria região produtora, deixando a comunidade local produtora, considerada como os stakeholders mais vulneráveis dessa cadeia produtiva, mais fragilizadas com esse modelo, tendo como maiores consequências, abandono e erradicação das lavouras. Entretanto em meados da década de 1990 a CEPLAC, junto com o governo local tentaram reverter esse quadro introduzindo variedades geneticamente melhoradas para aumentar a renda dos produtores, surtindo efeitos notórios, até se registrar quedas vertiginosas tanto na produção, na área produtiva e na produtividade, a partir de 2013. Mas, entre 2018 e 2019, nota-se um ligeiro aumento da produção e na produtividade, sinalizando que pode ser resultado de programas de melhoramento genético da CEPLAC e introduzido o cacau na agenda do desenvolvimento sustentável do Estado, com políticas voltadas para a mitigação dos GEE na atmosfera na qual os produtores recebem pelos serviços ambientais. A segunda etapa do estudo compreendeu a análise do desempenho produtivo de famílias de meios-irmãos de cacaueiros silvestres coletados na Amazônia brasileira com intuito de selecionar as melhores progênies e melhores plantas que subsidiem o desenvolvimento de novas cultivares, no que tange a resistência a vassoura-de-bruxa (Moniliophthora perniciosa) e coleóbroca-dos-frutos (Conotrachelus humeropictus), além de maior rendimento por hectare. Por meio de análise de variância em modelo de parcela subdividida, com os efeitos de famílias na parcela e anos na subparcela, quantificou-se a significância dos efeitos de progênies e a precisão experimental. Para quantificar a adaptabilidade e estabilidade foram interpretadas as estimativas de parâmetros genéticos e o teste não paramétrico de Lin Binns. Os resultados indicam elevada variabilidade genética entre as progênies de meios-irmãos avaliadas. As progênies AM 1090, AM 1066, AM 1070, AM 1077 e AM 1085 apresentaram melhor adaptabilidade e estabilidade ao longo dos anos para a produtividade. As progênies AM 1068, AM 1081, AM 1091, AM 1095 e AM 1097 tiveram melhores desempenhos para resistência à vassoura-de-bruxa, enquanto AM 1077, AM 1081, AM 1085, AM 1088 e AM 1112, para a resistência à coleóbrocados-frutos. Assim, através do procedimento da média harmônica da performance relativa dos valores genéticos (MHPRVG), selecionou-se 12 melhores plantas, com produtividade média de 1.700 kg/ha/ano, para reprodução vegetativa. Esse coeficiente de produtividade foi utilizado como produtividade média para a projeção econômica, financeira e ambiental da cacauicultura em Sistema Agroflorestal (SAF), o que compreendeu a terceira etapa do estudo. O resultado dessa etapa indicou viabilidade econômica do SAF com valores acima dos valores de referência. Como resultado geral o estudo trouxe evidências que melhoramento genético do cacaueiro tem importância socioeconômica e ambiental para a cacauicultura em SAF no Estado de Rondônia.
Description: Tese de Doutorado, apresentada ao Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (PGDRA) como requisito para obtenção do Título de Doutor em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente. Orientador(a): Prof. Dr. Rodrigo Barros Rocha.
URI: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3104
Appears in Collections:PGDRA/PVH - Doutorado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (Tese)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Juocerlee_Guadalupe_Tese_2016_2020.pdfArquivo Principal2,37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.