Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3118
Title: Educação matemática: as relações da formação escolar na vida cotidiana dos alunos brasileiros e bolivianos
Authors: Santos, Gislaina Rayana Freitas dos
Keywords: Educação Matemática
Prática Pedagógica
Cotidiano
Matemática escolar
Issue Date: 2020
Citation: SANTOS, G. R. F. dos. Educação matemática: as relações da formação escolar na vida cotidiana dos alunos brasileiros e bolivianos. 2020. 181 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Porto Velho, 2020.
Abstract: A Educação Matemática permeia a vida do aluno, perfazendo junção estrutural entre educação escolar e Matemática, constituindo o vínculo entre a Matemática escolar e a cotidiana. Nesse contexto, o estudo da Matemática envolve aspectos pelos quais se busca compreender como ela (Matemática) foi sendo constituída no movimento de inserção ao processo escolar por meio da ação a serviço da Educação, fato este que destaca a importância de estudos que envolvem o contexto amplo da Educação Matemática que é ensinada na escola e que será utilizada nas múltiplas ações do cotidiano. Foi nesse contexto que emergiu a questão problematizadora desta pesquisa: Quais as relações que o ensino da Matemática promove na vida cotidiana dos alunos brasileiros e bolivianos das cidades-gêmeas de Guajará-Mirim e Guayaramerím? Em consonância com essa indagação, o objetivo geral desta pesquisa consistiu em: compreender as relações que o ensino da Matemática promove na vida cotidiana dos alunos brasileiros e bolivianos das cidades-gêmeas de Guajará-Mirim e Guayaramerín, priorizando o Ensino Fundamental no Brasil e o nível primária na Bolívia. A pesquisa de campo ocorreu no período de 05 a 23 de dezembro de 2019. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa do tipo exploratória-descritiva. Os dados obtidos foram alcançados por meio de visita exploratória de campo, questionários, entrevistas semiestruturadas, construindo narrativas para interpretar o espaço que a Matemática ocupa na vida do aluno e mapas mentais que auxiliaram na composição da sua representação por esses estudantes. A referida coleta foi realizada junto a 40 alunos brasileiros, 40 alunos bolivianos e 04 professores: sendo dois de cada país em duas escolas municipais dos anos iniciais do Ensino Fundamental do 4º e 5º anos no Brasil e; duas escolas bolivianas no nível primária do 4º e 5º anos e os respectivos professores das turmas. Os dados obtidos foram organizados através das categorias: Gosto pela Matemática; Dificuldades em aprender Matemática; Utilização da Matemática na sala de aula; Representação da Matemática e do cotidiano; Relação formação/prática pedagógica; e Prática pedagógica, sendo definidas a posteriori, em conformidade com a Análise de Conteúdo proposta por Bardin (1977). Os resultados encontrados permitem considerar que a Matemática escolar voltada para os conteúdos apresenta mais incidência no ensino brasileiro, ocorrendo um distanciamento entre a Matemática que vem sendo ensinada na escola e a que será usada para resolver os problemas enfrentados no cotidiano destes alunos. No caso Boliviano, em Guayaramerín, verificou-se que o ensino da Matemática apresenta indícios de que os conteúdos ensinados exercem apoio para a vida cotidiana, principalmente na relação com o trabalho no comércio, que parte dos alunos indicaram que já desenvolvem ou pretendem desenvolver no futuro. A partir dos dados expressos nesta pesquisa e a luz dos autores que a fundamentam, conclui-se que nas escolas bolivianas a relação entre a matemática escolar e a utilizada no cotidiano, principalmente para o trabalho no comércio desperta um interesse significativo dos alunos bolivianos em aprender matemática; nas escolas brasileiras investigadas, com foco principal ao que foi elucidado por intermédio dos mapas mentais, constatou-se que os alunos demonstram maior interesse pela matemática em situações em que os professores a envolveram com aquela utilizada no dia-a-dia. Sendo assim, o estudo demonstra que no ensino da matemática para crianças que cursam o ensino fundamental (Brasil) e nível primária (Bolívia), estabelecer uma relação entre a matemática escolar e o seu uso no cotidiano constitui-se em uma metodologia/estratégia que favorece significativamente o processo de ensino e aprendizagem.
Description: Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), na Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), como requisito final para obtenção do título de Mestre em Educação. Orientador(a): Prof. Dr. Wendell Fiori de Faria.
URI: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3118
Appears in Collections:PPGE/PVH - Mestrado Acadêmico em Educação (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTACAO_GISLAINA_RAYANA_FREITAS_DOS_SANTOS.pdfArquivo Principal1,97 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.