Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3172
Title: “Identificação, caracterização fenotípica e perfil de resistência de isolados de Pseudomonas aeruginosa provenientes de uma Unidade Intensiva e de efluente hospitalar em Porto Velho-RO”
Authors: Oliveira, Raquel Nunes Barros de
Keywords: Pseudomonas aeruginosa
Efluente hospitalar
Biofilme
Issue Date: 2019
Citation: OLIVEIRA, R. N. B. de. “Identificação, caracterização fenotípica e perfil de resistência de isolados de Pseudomonas aeruginosa provenientes de uma Unidade Intensiva e de efluente hospitalar em Porto Velho-RO”. 2019. 118f. Dissertação (Mestrado em Biologia Experimental), Programa de Pós-Graduação em Biologia Experimental, Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir), Porto Velho, 2019.
Abstract: Pseudomonas aeruginosa é um dos principais agentes infecciosos causadores de Infecções Relacionadas a Assistência à Saúde (IRAS), considerada uma bactéria oportunista e multirresistente. O objetivo do presente estudo foi realizar a identificação, caracterização fenotípica e o perfil de resistência aos antimicrobianos de isolados de P. aeruginosa, provenientes de uma unidade de terapia intensiva (UTI) e de efluente hospitalar em Porto Velho-RO. As coletas ocorreram na UTI e no efluente do Hospital de Referência. A partir dos pacientes internados foram obtidas um total de 312 amostras, oriundas do sangue (44), urina (47), axila (90), traqueostomia (28), secreção ou ferida (13) e da cavidade bucal (90). Foram coletadas também 70 amostras dos profissionais intensivistas provenientes de unhas (35) e cavidade nasal (35). As amostras foram acondicionadas e transportadas e processadas no laboratório de microbiologia do Centro de Pesquisa em Medicina Tropical (CEPEM). Foram obtidos um total de 2.084 isolados bacterianos, destes, 148 foram identificados como P. aeruginosa, 109 (73,6%) pacientes, 4 (2,7%) profissionais e 35 (23,6%) de estruturas hospitalares. As P. aeruginosa foram isoladas a partir de meio de cultura seletivo e diferencial ágar Cetrimide, e confirmadas através do sequenciamento do RNA ribossomal 16S.O perfil de resistência aos antimicrobianos gentamicina, amicacina, imipenem, meropenem, cefepima, ciprofloxacina, levofloxacina, norfloxacina, piperacilina-tazobactan, aztreonam, cefotaxima, ceftriaxona, ceftazidima, ampicilina + subactam e ampicilina foi realizado por meio do método de difusão em disco de Kirby e Bauer. Os resultados demonstraram que dos 90 pacientes internados na UTI, 30% (27/90) estavam colonizados por P. aeruginosa, e dentre os 76 profissionais apenas 5,2% (4/76). Quanto ao perfil de resistência aos antimicrobianos, 44,0% (48/109) dos isolados apresentaram resistência aos carbapenêmicos. Constatamos que 31,1% (34/109) dos isolados foram resistentes as cefalosporina 3º e 33,0% (36/109) foram resistentes às quinolonas. Neste estudo, 3,6% (4/109) dos isolados foram resistentes a polimixina B e 100% (109/109) foram resistentes a ampicilina. O perfil de multirresistência foi observado em 79,5% (39/49) dos isolados. Das 4 cepas de P. aeruginosa isoladas dos profissionais 100% (4/4) apresentaram multirresistência, enquanto que as obtidas de estruturas hospitalares foram 72,4% (21/29). No presente estudo 99% (108/109) dos isolados oriundos de pacientes apresentaram mobilidade e twiching motility e 92,6% das cepas foram formadores de biofilme. Dos efluentes hospitalares e do Igarapé Grande foram isoladas 7 P. aeruginosa, sendo 2 do efluente hospitalar e 5 do igarapé Grande. Todas os isolados apresentaram mobilidade funcional, twitching motility e formação de biofilme. Foi observado que 42,8% (3/7) desses isolados foram resistentes aos aminoglicosídeos, 57% (4/7) apresentaram resistência às Quinolonas e 100% (7/7) a ampicilina. Ademais, observou-se a presença de clones de P. aeruginosas resistentes aos carbapenêmicos, indicando que pode estar ocorrendo a contaminação por essa bactéria entre pacientes e o ambiente hospitalar. A presença de P. aeruginosa com elevado percentual de resistência e multirresistência, apresentando fatores de virulência evidenciadas no presente estudo, servem de alerta sobre o potencial risco de disseminação dessas bactérias tanto no ambiente hospitalar quanto no meio ambiente.
Description: Dissertação de Mestrado apresentada ao de Programa de Pós-Graduação em Biologia Experimental (PGBIOEXP), na Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), como requisito final para obtenção do título Mestre em Biologia Experimental. Orientadora: Profª Drª Najla Benevides Matos.
URI: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3172
Appears in Collections:PGBIOEXP/PVH - Mestrado em Biologia Experimental (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Raquel_Nunes___Versao_Final___BIBLIOTECA___ficha.pdf4,54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.