Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3194
Title: As cuias bordadas de aritapera: conhecimento, saber e arte
Authors: Sousa, Ádria Fabíola Pinheiro de
Keywords: Aritapera
Artesanato de cuias bordadas
História de vida
Issue Date: 2018
Citation: SOUSA, A. F. P. de. As cuias bordadas de aritapera: conhecimento, saber e arte. 2018. 151 f. Dissertação (Mestrado em Geografia), Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG), Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir), Porto Velho, 2018.
Abstract: O modo de vida das mulheres de Aritapera, suas histórias e memórias são marcadas pelo conhecimento e práticas seculares do saber-fazer artesanal das cuias pretas com pigmentação natural ou rascunhadas, que pelas artesãs, são chamadas de “cuias bordadas”. Com foco analítico em suas histórias de vida que retratam sobre este saber-fazer artesanal, buscamos para esta dissertação intitulada As cuias bordadas de Aritapera: conhecimentos, saberes e arte” espacializar o modo de produção desse artesanato, compreender a relação que as mulheres artesãs de Aritapera mantém com esse saber-fazer, bem como compreender a dinâmica de significação e ressignificação que essa prática concede ao lugar. Nas histórias de vida das artesãs também estão presentes acontecimentos míticos relacionados a processos de práticas tradicionais de cura como elemento integrante e importante de suas histórias que também compõe o corpus analítico desta dissertação. Para isso, nos apoiamos no método fenomenológico, de acordo com Ernest Cassirer, o qual dá o suporte para compreender processos de constituição dessas histórias de vida do lugar, que é Aritapera, compreendido por cinco comunidades (Centro do Aritapera, Carapanatuba, Enseada, Surubiu-Açú e Cabeça d‟Onça) onde funcionam os núcleos de trabalho do artesanato da Associação das Artesãs Ribeirinhas de Santarém – Asarisan. Para esta pesquisa, elegemos o “lugar” como categoria de análise da Geografia por entendermos que ela dispõe de ferramentas para que a subjetividade do sujeito seja mais bem percebida, levando em consideração que é no lugar onde as relações pessoais são mais estreitas e intensas. Esta dissertação está disposta em cinco capítulos, os quais traçam e apresentam a constituição do lugar envolto das histórias de vida das mulheres significadas pelas “formas simbólicas” e pelos “marcadores territoriais”. Assim, fizemos o registro das histórias de vida durante as pesquisas de campo, momento que pudemos observar a relação que essas mulheres mantêm com o lugar por meio das interrelações com os ritos, mitos e saberes que se estabelecem na comunidade como marcadores territoriais que afirmam a identidade do lugar ribeirinho/varjeiro. Como resultado percebemos que as histórias de vida das mulheres de Aritapera, em especial as da Associação das Artesãs Ribeirinhas de Santarém (Assarisan) estão estritamente relacionadas ao saber-fazer artesanal das cuias pretas bordadas. Este artesanato é atributo de sua própria identidade, ele é o principal elemento que nos permite compreender a interação do sujeito-no-mundo/meio, ou seja, mulheres artesãs e o “lugar” – Aritapera.
Description: Dissertação de Mestrado apresentada ao de Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG), na Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), como requisito final para obtenção do título Mestre em Geografia. Orientador: Prof. Dr. Josué da Costa Silva.
URI: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3194
Appears in Collections:PPGG/PVH - Mestrado em Geografia (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTACAO_FABIOLA_FINAL.pdf4,8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.