Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2801
Title: Qualidade de estacas para produção de mudas clonais de Coffea canéfora em diferentes épocas do ano
Authors: BAZONI, Patrícia Alves
Keywords: Cafeeiro
Clonagem
Estaca
Qualidade fisiológica de mudas
Issue Date: 2018
Citation: BAZONI, P. A. Qualidade de estacas para produção de mudas clonais de Coffea canéfora em diferentes épocas do ano. 56 fl. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, da Fundação Universidade Federal de Rondônia, Campus de Rolim de Moura, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Ciências Ambientais, sob a orientação do pesq. D.Sc. Marcelo Curitiba Espindula.
Abstract: No presente trabalho é abordado, em dois capítulos, aspectos relacionados ao manejo nutricional de plantas matrizes e qualidade de estacas para produção de mudas de Coffea canephora em diferentes épocas do ano. Na primeira parte do estudo foi determinada a demanda nutricional de hastes ortotrópicas e a produção de estaca por plantas matrizes de cafeeiros. O experimento foi conduzido em esquema de parcelas subdivididas no tempo, 6×3, formado pela combinação de seis genótipos clonais de C. canephora (parcela) e três épocas de coleta de estacas (sub parcelas). Os genótipos foram: BRS57, BRS088, BRS089, BRS125, BRS130 e BRS160; e as épocas de coleta de avaliação foram: janeiro, maio e setembro de 2017. O delineamento foi o inteiramente casualizado com quatro repetições. Conclui-se que no período de estiagem, maio a setembro, ocorre menor acúmulo de massa seca de haste ortotrópica por planta matriz, porém, possibilita a obtenção de maior número de estacas viáveis. O acúmulo de nutrientes pelas hastes ortotrópicas destinadas a produção de estacas segue a seguinte ordem: N>K>Ca>Mg>S>P>Mn>Fe>Zn>Cu. As estacas utilizadas para a produção de mudas clonais de C. canephora são responsáveis pela exportação média de 4.138; 3.462; 1.623; 302; 210; 199; 48,4; 24,5; 17,7 e 7,1 mg por planta por corte de K, N, Ca, Mg, P, S, Mn, Fe, Zn e Cu, respectivamente. A segunda parte do estudo teve como objetivo verificar possíveis variações no conteúdo de nutrientes e nas características anatômicas em estacas coletadas em diferentes épocas do ano e a relação destas na produção de mudas de C. canephora. O experimento foi dividido em duas fases, a primeira constituída pela caracterização nutricional e anatômica das estacas oriundas do jardim clonal e a segunda pelo crescimento de mudas em condições de casa de vegetação. Os tratamentos foram constituídos por diferentes épocas de coleta de estaca durante o ano, janeiro, maio e setembro de 2017. Conclui-se que ocorre variação sazonal para o conteúdo de N, P, K, Mg, Cu, Mn e Zn, e também variações anatômicas como a espessura de xilema, floema e cilindro vascular em estacas colhidas em diferentes épocas do ano. Aspectos nutricionais e anatômicos do propágulo vegetativo podem resultar em diferentes desempenhos vegetativos de mudas de clonais de C. canephora, no entanto, este resultado é dependente do manejo das condições do ambiente do viveiro de produção de mudas.
Description: Dissertação apresentada ao Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Ciências Ambientais, sob a orientação do pesq. D.Sc. Marcelo Curitiba Espindula.
URI: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2801
Appears in Collections:PGCA/RM. Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Qualidade de estacas para produção de mudas clonais de Coffea.pdf880,65 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.