Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2886
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorArcanjo, Gesieli de Souza-
dc.date.accessioned2020-02-12T19:00:22Z-
dc.date.available2020-02-12T19:00:22Z-
dc.date.issued2019-06-
dc.identifier.urihttp://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2886-
dc.description.abstractEste é um trabalho originário do final do curso de pedagogia, ao qual nos possibilitou apresentar como se deu a criação da Casa do Egresso no Município de Vilhena revelando-nos o que estava “esquecido” na sociedade, proporcionando nosso entendimento de como se deu a criação desta instituição e qual a finalidade para a qual a mesma foi criada, mostrando-nos o campo de atuação dela diante da sociedade, mais precisamente na cidade de Vilhena no Estado de Rondônia. Sendo assim este trabalho teve por objetivo apresentar o processo de criação desta instituição, chamada Casa do Egresso, na cidade de Vilhena, e o que motivou e despertou a necessidade e o interesse em colocar em prática uma instrução já orientada pela LEI Nº. 7.210, DE 11 DE JULHO DE 1984 de criação, manutenção e motivação da Casa do Egresso. A mesma tem como público alvo ex -detentos do sistema prisional com exceções de atendimentos à presos do semiaberto e fechado quando necessário. A casa do Egresso, tem uma atuação bastante ativa na cidade de Vilhena, desde que foi colocada em prática pelo então agente penitenciário Wyrik Alonne Couto ex diretor responsável pelo funcionamento da mesma. O mesmo, abraçou a proposta e se dedicou a ponto de conseguir uma sede própria para a casa do Egresso de Vilhena, que hoje funciona com vários cursos e outras funções para os reeducandos. Após 6 anos na direção da Casa do Egresso, Wyrik foi realocado este ano como agente no Sistema prisional fechado e passou a função de diretor da Casa para outro agente. A direção este ano já mudou duas vezes. O trabalho que tem como objetivo apresentar a história e a função da Casa do Egresso em Vilhena, também busca mostrar a importância de inciativas como essa para a reinserção social de ex-detentos na sociedade. A princípio realizamos estudos bibliográficos através de autores como: Andrade E Ferreira (2015), Freire (1987), Gonzaga (1972), Julião (2011), Rangel (2007) entre outros, que buscou mostrar um pouco sobre o Sistema prisional Brasileiro e a forma precária de ressocialização do país. Através desses referenciais teóricos que nos nortearam nesta pesquisa foi possível mostrar um pouco sobre o sistema penitenciário de uma maneira geral no país. Portanto por meio deste trabalho, procuramos evidenciar o lado positivo, de pessoas que ao se unirem em prol do outro, conseguem colocar em prática algumas coisas “belas” da lei, através da contação da história de criação e atuação desta Casa na cidade de Vilhena, pois, dificilmente encontramos trabalhos voltados para o sistema penal, principalmente algo positivo como se pode perceber neste trabalho. Então, procuramos evidenciar ações que tragam esperança para o sistema de ressocialização social. Toda a pesquisa foi caracterizada como qualitativa, do tipo estudo de caso, com entrevistas semiestruturadas previamente autorizadas, que nos levaram aos resultados deste trabalho, ou seja, aqui apresentamos o empenho e o trabalho árduo feito até hoje por diversos “personagens” nesta história que construiu e lutou por esses ideais, mas também os grandes desafios enfrentados por eles nesta árdua missão e que ainda não acabou, pois temos muito pela frente para que a LEI Nº 7.210 DE 11 DE JULHO DE 1984 se concretize de fato.pt_BR
dc.language.isootherpt_BR
dc.subjectPedagogiapt_BR
dc.subjectCriação da Casa do Egressopt_BR
dc.subjectRessocializaçãopt_BR
dc.subjectSistema prisionalpt_BR
dc.titleO processo de criação da Casa do Egresso na cidade de Vilhena-RO: a história narrada por Wyrik Alonne V. Coutopt_BR
dc.typeArticlept_BR
Appears in Collections:DACIE/VHA. Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONOGRAFIA CD.pdf3,31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.