Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1350
Title: Rastreamento precoce de doença renal crônica em pacientes de zero a quinze anos do estado de Rondônia
Authors: Ribeiro, Ana Eulália Pimentel Fernandes
Keywords: Doença renal crônica
Criança
Adolescente
Atenção primária
Issue Date: 2014
Citation: Ribeiro, A. E. P. F.. Rastreamento precoce de doença renal crônica em pacientes de zero a quinze anos do estado de Rondônia. 2014. 80f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) - Programa de Pós- Graduação em Ensino em Ciências da Saúde (MPECS), Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Porto Velho, 2014.
Abstract: A doença renal crônica (DRC) é uma condição que ameaça a qualidade de vida de seus portadores, e está associada a uma elevada taxa de comorbidades e mortalidade, especialmente na infância, quando há efeitos indesejáveis sobre o ganho estatural, o desenvolvimento, a dinâmica social, a autoestima e a qualidade de vida. Os objetivos deste estudo são analisar a prevalência de DRC em menores de quinze anos do Estado de Rondônia, formular um instrumento para seu rastreamento baseado nas características locais e gerar relato de dados com o fim de disponibilizar aos órgãos oficiais que desempenham ações de prevenção à DRC neste Estado. Foram avaliados os prontuários de 605 pacientes menores de 15 anos atendidos no ambulatório de nefropediatria da Policlínica Oswaldo Cruz, que funcionou de 2007 a 2012, nos quais se observou a predominância do sexo masculino e que a faixa etária de um mês a cinco anos foi mais prevalente. Encontrou-se um baixo percentual de diagnóstico de uropatias no pré-natal e demora no início do segmento, principalmente entre os portadores de DRC. A procedência dos pacientes não foi proporcional ao tamanho da população dos municípios, nem ao produto interno bruto ou à sua densidade demográfica. Os principais grupos de diagnósticos foram as glomerulopatias, seguidas das uropatias, sendo que os pacientes que mais apresentavam familiares com a mesma patologia foram os portadores de calculose. Múltiplos sintomas compuseram o quadro clínico inicial, o qual variou com o grupo de patologia. A prevalência de baixo peso e baixa estatura para a idade foi próxima à dos dados do SISVAN para o mesmo período do estudo, porém a de obesidade foi mais elevada. O percentual de pacientes com pressão arterial acima da faixa de normalidade foi muito acima da prevalência de hipertensão descrita em estudos internacionais. Com base nestes dados, elaborou-se um protocolo com o objetivo de facilitar o diagnóstico da DRC na infância para profissionais de saúde que realizam atendimento inicial.
Description: Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Ensino em Ciências da Saúde (MPECS), na Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), como requisito final para obtenção do título de Mestre em Ensino em Ciências da Saúde. Orientador(a): Profª. Drª. Ana Lúcia Escobar.
URI: http://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/1350
Appears in Collections:PPGECS/PVH - Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana E.P.F. Ribeiro_Rastreamento precoce de doença renal crônica.pdf3,08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.